https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Tão simples como ter medo

 
Tags:  vida    morte    pensamento    existêncialismo  
 
Tão simples como ter medo p/ Carlos F. R.

Tenho medo de um dia não ver,
De não falar ou de não ouvir,
De não gritar ou sequer escrever,
De não chorar ou simplesmente rir.
Tenho medo de não sentir amor ou dor,
De não me mover ou saltar.
De não sentir frio ou calor,
De não correr, de não andar.
Sim. Talvez tenha medo de isto tudo,
Mas nada posso fazer para isto tudo mudar,
E se mudar será porque os meus medos se tornaram realidade,
E eu? Já não vou cá estar para vos explicar.

 
Autor
CarlosFélixRodrigues
 
Texto
Data
Leituras
646
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Cláudia_Guerreiro
Publicado: 22/08/2008 22:06  Atualizado: 22/08/2008 22:06
Da casa!
Usuário desde: 11/05/2008
Localidade:
Mensagens: 337
 Re: Tão simples como ter medo
No meu caso o medo bloqueia-me espero que a ti te ajude a vencer muitas batalhas. Enfrentar os medos é uma das maiores vitórias.

Mais um belo poema.

bj

Enviado por Tópico
MagnoRobertoAlmeida
Publicado: 23/08/2008 00:07  Atualizado: 23/08/2008 00:07
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2007
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 567
 Re: Tão simples como ter medo p/CarlosFélix
O medo é parte integrante da coragem, mas, se superá-la, afasta todas as possibilidades de vitória.
Gostei do texto.
Valeu!
Um grande abraço!