https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

AO AMOR CALADO

 
Tags:  desilusão  
 
Do tempo, pouco resta
Da poesia, nem verso
Do espaço uma fresta
Da vida o inverso

Da parte que sou
Percebo o quanto
De espaço restou
Perdido no canto

No canto da sala
Na mesa vazia
Na voz que se cala
No fim desse dia

É tudo que sou chegando ao fim
É vida voando pra longe de mim
Amor sem palavras se deixa assim

Vive o tempo de uma lembrança
Aquele passado enquanto criança
E fica pra sempre cá dentro de mim


Uma vida, outra ida e na brisa lenta o vento tenta, venta, inventa...eterna partida.

 
Autor
augustocola
 
Texto
Data
Leituras
3008
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/09/2008 22:37  Atualizado: 30/09/2008 22:37
 Re: AO AMOR CALADO
"Do tempo, pouco resta
Da poesia, nem verso
Do espaço uma fresta
Da vida o inverso"
Um poema todo de ritmos, de fina sintonia com a vida, o amor e o que de triste existe nos dois.
Gostei muito de ler.
Abraço.

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 01/10/2008 01:22  Atualizado: 01/10/2008 01:22
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: AO AMOR CALADO
Um mudo desfecho, impregnado de poesia.
Gostei muito.

Amora

Enviado por Tópico
DianaBalis
Publicado: 01/10/2008 01:35  Atualizado: 01/10/2008 01:35
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 683
 Re: AO AMOR CALADO
Imagens de esperança apesar do canto calado, bonito, beijos.

Enviado por Tópico
Carol-ol-ol
Publicado: 20/10/2008 18:27  Atualizado: 20/10/2008 18:27
Participativo
Usuário desde: 15/10/2008
Localidade:
Mensagens: 43
 Re: AO AMOR CALADO
Que lindo... e triste... Adorei.

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 26/11/2009 16:48  Atualizado: 26/11/2009 16:48
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3023
 Re: AO AMOR CALADO
Augusto, muito lindo teu poema, me identifiquei.
As vezes nos perdemos de nós e tudo é vazio e triste, sem sabor até.
Nos revelamos quando escrevemos, e muitas vezes nos desafogamos de lembranças ruins pela escrita.
beijo.

Enviado por Tópico
Lucienelp
Publicado: 18/03/2010 15:35  Atualizado: 18/03/2010 15:35
Super Participativo
Usuário desde: 15/07/2009
Localidade: Vitória da Conquista - Bahia
Mensagens: 133
 Re: AO AMOR CALADO
Gostei da sedutora leveza do seu poema. Muito bonito.

Abraços.