https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Não me perguntes onde vou

 
Tags:  amor    despedida    amargura  
 
É amargo o sabor desse gesto
Desprendido, com que me tomas
E me largas,
Como se eu não passasse de bonequinha de pano,
Com olhos apenas pincelados
Que nunca choram,
Sem alma e sem coração,
Sem sentimentos,
Sem desejos…

Amei-te mais, demais…
E muito mais
Do que aquilo que sabia do amor.

Deixei-te livre,
Não te atei o dedo
Nem te abracei o corpo.

Tive orgulho de um coração
Estupidamente imperfeito,
Inquieto…
E gritei alto ao vento
E ao mar…

Amei-te mais, demais…
E foi amargo.

Não me perguntes onde vou…
 
Autor
Vera Sousa
 
Texto
Data
Leituras
1257
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
9
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/10/2008 23:12  Atualizado: 02/10/2008 23:12
 Re: Não me perguntes onde vou
Vera,
intenso e belo como tantos outros nesse teu estilo apaixonado de escrever.
Beijo.

Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 02/10/2008 23:47  Atualizado: 02/10/2008 23:47
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: Não me perguntes onde vou
Uma certa tristeza que invade um coração
tão romântico e apaixonado, muito lindo!
Beijos!

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 03/10/2008 00:46  Atualizado: 03/10/2008 00:46
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Não me perguntes onde vou
Cada poema teu, Verinha, traz a tua
alma nele encravada, e assim
belíssimo!

Eu sou uma, sabes,
que não te perco de vista!

Beijos muitos

Amora

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 03/10/2008 00:46  Atualizado: 03/10/2008 00:46
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: Não me perguntes onde vou
Profundo e belo o teu poema amiga....

Amores que ficam por resolver poetisa e nem te pergunto porquê

Beijinhos
Tudo de bom para ti

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 03/10/2008 03:20  Atualizado: 03/10/2008 03:20
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Não me perguntes onde vou
Querida Vera

A despedida gera amargura
deixando a vida triste e
leio neste poema tristeza
Gostei muito amiga

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 03/10/2008 06:25  Atualizado: 03/10/2008 06:25
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Não me perguntes onde vou
serei o primeiro homem a comentar:

Senti as tuas palavras com uma dimensão abismal e na mesma intensidade li um poema - "Estupidamente imperfeito" porque - "Tive orgulho de um coração" de conhecer e ser amigo de uma tão nobre poetisa.

Ando por aí, feliz, mas...

"Não me perguntes onde vou…"

Beijo

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 03/10/2008 12:26  Atualizado: 03/10/2008 12:26
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Não me perguntes onde vou
Triste, belo e comovente.
Assim resumo a minha apreciação a este (mais um...) belo poema.
Beijo, Vera.
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 06/10/2008 17:11  Atualizado: 06/10/2008 17:11
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Não me perguntes onde vou
Vera
Construíste um belo poema com os teus sentimentos, com aquilo que o teu dia a dia te ofereceu e soubeste transmitir em poesia tudo o que por dentro te dói...
Como te compreendo, talvez por já ter passado por tanto do mesmo...

Beijo

Enviado por Tópico
João Videira Santos
Publicado: 10/10/2008 14:42  Atualizado: 10/10/2008 14:42
Da casa!
Usuário desde: 23/11/2006
Localidade: LISBOA
Mensagens: 354
 Re: Não me perguntes onde vou p/ Vera Silva
...Cinco palavras no final e eis que vôo pensando em "Cântico negro" de José Régio...

O seu poema é um desabafo de desilusão e a desilusão tem os sentidos que as palavras lhe dão...

Beijo