https://www.poetris.com/

 
(1) 2 »
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Canção do Rio
Canção do Rio Muito triste aquele riacho sempre corria Tão triste como um cego que chorava E a...
Enviado por João Marino Delize
em 14/11/2020 13:37:23
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Tapera
Tapera Do alto da minha idade vejo a escuridão Parece que eu estou de costas à história Os bons ...
Enviado por João Marino Delize
em 29/08/2019 19:01:02
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
A barca
A barca Dizem que na distância há esquecimento Porém eu não aceito essa afirmação Pois sempre se...
Enviado por João Marino Delize
em 20/06/2019 19:18:01
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Desobediência
Desobediência Foi no tempo bem antigo No tempo que tão longe vai Onde o pai era um amigo E o fi...
Enviado por João Marino Delize
em 24/05/2019 13:47:35
Textos deste autor
Offline
Hildegário.Gonga
Porquê EU?
Porquê queres a minha alma fria triste e solitária Porquê queres o meu coração quebrantado, acorr...
Enviado por Hildegário.Gonga
em 17/04/2019 08:24:12
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Solidão
Solidão Nesse quarto de saudades Essa solidão me apavora Não tenho mais felicidades Como no temp...
Enviado por João Marino Delize
em 09/04/2019 19:30:28
Textos deste autor
Offline
Carlos Ricardo
Alma de sem abrigo
Este silêncio se ouve na asa partida do vento a arrancar penas à vida pelas ruas da amargura alm...
Enviado por Carlos Ricardo
em 08/12/2017 23:11:35
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Noite escura
Noite escura A noite vem aterrissando em minha vida Parece que vai me inundar de amargura Acho...
Enviado por João Marino Delize
em 07/03/2017 19:31:16
Textos deste autor
Offline
Jpedronsp
Carta à menina que me deixou.
Em meu coração, amargurado. Prevalece a dor que você deixou. Uma ferida exposta deixada por você,...
Enviado por Jpedronsp
em 22/01/2017 01:25:37
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Noite escura
Noite escura Quantas vezes você me consolava Do medo de uma noite tão escura E o medo em corage...
Enviado por João Marino Delize
em 27/03/2016 12:37:41
Textos deste autor
Offline
pedrobito
DOR
A noite é testemunha da dor que carrego no peito, da vontade de ser feliz e não conseguir, das...
Enviado por pedrobito
em 22/10/2015 22:52:26
Textos deste autor
Offline
Norberto Lopes
estados d'alma
Quando acordo triste porque sim e, ao progredir em mim, me sinto ausente, é que me dou conta, de ...
Enviado por Norberto Lopes
em 01/03/2015 16:23:24
Textos deste autor
Offline
amacsequeira
Incompreendida
Incompreendida Incompreendida! São feitos de amargura os meus dias sombrios do presente... Compr...
Enviado por amacsequeira
em 08/02/2015 12:38:05
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Como um Pica-pau
Como um Pica-pau Como um Pica-pau na madeira Que vai bicando, vai bicando Do meu corpo faz uma...
Enviado por João Marino Delize
em 25/08/2014 13:38:17
Textos deste autor
Offline
shen.noshsaum
"culpa mea est, [non] esse parens"
“ Na morte há pouco mais de acerbidade; Mas para o bem narrar lá deparado De outras cousas que vi...
Enviado por shen.noshsaum
em 23/04/2013 10:54:15
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Lua Nova
Lua Nova Ouvi dizer que o tempo apaga Qualquer lembrança amarga Que o destino a nós traz Há muit...
Enviado por João Marino Delize
em 16/04/2013 18:04:56
Textos deste autor
Offline
shallow
Dia a DIa
Hoje eu me levantei e me despi de amargura Coloquei mais um sorriso no rosto e parti Desmontei as...
Enviado por shallow
em 05/12/2012 01:06:44
Textos deste autor
Online
João Marino Delize
Noite de solidão
Noite de solidão Quando a noite vem chegando devagar A minha mente se enche de amargura Mesmo ...
Enviado por João Marino Delize
em 26/10/2012 15:23:34
Textos deste autor
Offline
visitante
Dias de sofrimento
Nunca vivi assim tão amargamente, pois estou desempregado há praticamente um ano, e mesmo enviand...
Enviado por visitante
em 27/02/2012 20:35:42
Textos deste autor
Offline
PoetaBocagiano
Destino
Sigo torto, amorfo, semi-morto e despido Neste caminho minado onde nada faz sentido Continuo à pr...
Enviado por PoetaBocagiano
em 03/02/2012 04:36:05
(1) 2 »