https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Zero

 
Nada de nada e em nada nadei

Aqui fiquei sem poder dizer o que queria,
E agora já é tarde e não volta o dia,
O tempo passou,

Escorri o sangue para a folha de papel,
E a vida fugiu como palavras no vento,
Mas ainda tento,

Falar para quê,
O silêncio já me ensurdece,
O tempo passa, a memória escassa,
E esquece,

Meros momentos de Alzeimer,
No fundo de uma garrafa.


Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
517
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/04/2007 10:51  Atualizado: 11/04/2007 10:51
 Re: Zero
Muito bem:)

Esta interessante