https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

Sopro de Sonhador

 
De olhos esfomeados,
Assim olho o horizonte,

Lá ao longe, o sonho.
E aqui comigo de mão dada, o medo.

E junta-se a preguiça e a vaidade,
Que na verdade,
Sempre fazem companhia.

Mas mais um casal se junta,
E que apaixonados vão,
A loucura e o sucesso,
E o seu filho progresso,
Que lá ao longe, bem longe estão.

Não me ouvem,
A distância é enorme,
Os gritos mudos, de rouca voz,

E nós...que é feito de nós?

Quando foi que nos zangámos?

Vem, Vontade,
Que na verdade,
Sempre foste a minha voz,

E embrulha-te comigo,
Nas cordas desta guitarra,
Que sozinho não consigo
Sonhar o que é preciso,
Quando o que é preciso é sonhar.



Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
550
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 31/10/2007 15:36  Atualizado: 31/10/2007 15:36
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14968
 Re: Sopro de Sonhador p/ Ruben
Querido poeta

Seu poema está belo...
Até parece uma letra de música
Gostei...

beijinhos iluminados

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/10/2007 15:52  Atualizado: 31/10/2007 15:52
 Re: Sopro de Sonhador
Esse poema está forte e belo.
Para mim com um acrescento mais fazia uma bela música enquadrada numa melodia suave e doce, por um amor que desejamos e que cai aos nossos pés assim pelo cair do dia como se nada fosse.
Bestial.