https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Desabafo : 

Carta de uma vida!

 
Dias, meses, anos passaram por mim e nada aprendi ou será que aprendi?
Foram mais os dias de tristezas e angustias do que os de alegria.
Nasci, cresci, educaram-me de forma tradicional, bases bem fortes e consistentes para enfrentar a verdadeira realidade.
Nada me foi poupado. Deixei de ser adolescente muito jovem para passar a ser "mulher" forte e de armas.
Não soube o que era ser criança, adolescente, simplesmente fizeram de mim "mulher" cedo de mais para enfrentar a realidade nua e crua.
Para quê tudo isto, se hoje já mulher madura olho para trás e vejo que o que a prendi se perdeu no tempo.
Amei, não sendo amada, sofri duas décadas da minha vida em vão, tive duas filhas as quais educadas por mim com muito amor e carinho, das quais me orgulho pelo sucesso de ambas, a única alegria na minha vida.
Hoje olho para mim, e pergunto-me "onde me perdi", não encontro uma resposta sensata.
Dentro de mim existe um vazio, uma desorganização sentimental que não compreendo.
Tento a cada dia corrigir os meus erros, mas não aprendo, acabo sempre por voltar a cair nas suas garras.
Luto com todas as minhas forças para mudar, mas nada resulta, por mais que bata com a cabeça na janela da minha vida e reconheça os meus erros, volto a comete-los.
Afinal nada aprendi, vivo como uma adolescente irresponsável, sempre na corda bamba na expectativa de um "milagre".
Milagre de voltar amar e ser amada, de ter um pouco de sossego, paz, poder rir..., poder descansar minha alma no colo de alguém que me entenda e me ame. Mas nada funciona e as asneiras se repetem sucessivamente.
Busco a paz, harmonia em conjunto com a minha sabedoria, mas ao mesmo tempo vivo como uma adolescente que não sabe o que fazer com a vida e que chora por não ser compreendida, por estar só, quando dentro do meu coração existe um amor enorme para dar e não encontra a quem.
Será que vale a pena viver assim? Será que um dia conseguirei corrigir os meus erros? Será que as lições que a vida me deu e continua a dar se continuaram a perder lamentavelmente no tempo? Será..., tudo e nada... simplesmente dias que se desvanecem na minha vida.



Todos os meus textos estão registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais (IGAC)

 
Autor
DeboraAndrade
 
Texto
Data
Leituras
8117
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 23/10/2008 23:57  Atualizado: 23/10/2008 23:57
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Carta de uma vida!
A aprendizagem faz-se com a labuta diária, algum dia conseguirá a experiência ansiada.
Grato por compartilhar sua vivência.


Bjs

Enviado por Tópico
willians
Publicado: 24/10/2008 00:28  Atualizado: 24/10/2008 00:28
Da casa!
Usuário desde: 18/07/2008
Localidade: são paulo
Mensagens: 240
 Re: Carta de uma vida!
Muitos acham que viver é ser telespctador da vida,digo-te que és protagonísta,mulher vivida.Tuas filhas com certeza se orgulham e te admiram,com teus sábios conselhos.Viver é um aprendizado constante,e é natural que quando nos sentimos seguros,cometemos os mesmos erros.Pois isso é viver,viva sem olhar pra trás,afim de que obtenha novos capítulos desta maravilhosa odisséia!Obrigado por compartilhar isso com nós!

Enviado por Tópico
fogomaduro
Publicado: 24/10/2008 00:43  Atualizado: 24/10/2008 00:43
Colaborador
Usuário desde: 06/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1478
 Re: Carta de uma vida!
É um lugar comum, mas há sempre luz ao fundo do túnel.

Um abraço,

DM