https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

Cabeceando...

 
Língua presa, num pequeno mundo,
suportando surda e torpe dor;
mantendo olhar seco e rotundo
p'ra distante nevoeiro encobridor.

Espectando nos fumos de um café
lobrigar segredos e mistérios;
meditando rumos vistos p'la galé
- espúrios pensamentos, sacrilégios.

Vai a barca balouçando, perigosa,
passa, norteada extra-compêndios,
de mãos para mãos; em gerúndios...

Secando-se a mesa onde navega,
ocular globo a mão esfrega,
e descendo, cai a lisa testa, estrondosa...


José Jorge Frade

 
Autor
josejorgefrade
 
Texto
Data
Leituras
395
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.