https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Enfado

 
Por tanto amar-te
Por tanto querer-te
Vitimei meu ser ao desamor.
As flores perderam os campos,
Os campos perderam as cores,
As cores perderam o sol,
E o sol por si perdeu o brilho,
Delonga somente luz insossa.

Por tanto sonhar-te
Por tanto ver-te
Acometeu-me a imensa dor,
Envolto desgosto em mantos,
Perco-me por entre “amores”
Roço os dedos pelo gatilho
Ao chão, tristeza numa poça.

Por tanto, tanto...


"Morremos gestantes da ansiedade que nada espera."

 
Autor
Junior A.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
746
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/11/2008 13:55  Atualizado: 07/11/2008 13:55
 Re: Enfado
Por e às vezes por tão pouco cegamos a nossa dor e esquecemos a vida.
Um poema profundo e muito sentido.

Abraço

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 07/11/2008 14:14  Atualizado: 07/11/2008 14:14
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Enfado
Que bom ler-te Junior
Por tanto amares e tanto te entregares a esse desamor é que saem poemas assim... belíssimos!

Beijinhos

Enviado por Tópico
jsaugusto
Publicado: 07/03/2011 03:11  Atualizado: 07/03/2011 03:11
Da casa!
Usuário desde: 12/02/2011
Localidade:
Mensagens: 425
 Re: Enfado
Adorei seu poema, muito lindo! parabéns


Abraço
Jorge

Enviado por Tópico
jsaugusto
Publicado: 16/03/2011 23:31  Atualizado: 16/03/2011 23:31
Da casa!
Usuário desde: 12/02/2011
Localidade:
Mensagens: 425
 Re: Enfado
Belas palavras! Parabéns poeta!



Abraço