https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

Dois cadáveres

 
Tags:  tristeza    sombrio    surrealista  
 
Estilhaços percorrem os olhos da criança,
Flutua seu sangue e pequenos desejos
Como minúsculas estrelas iluminam o caminho da morte
Agarrando o amor que ecapa de seus lábios de cera.

Sinto o frio despedaçar minha vontade,
Penetrando nos ossos opacos quase pó.
Soprado do Fim trajado de luto ele chora por nós,
Esmaga meu coração para cuspir uma prece.

Lágrima sidérea tomba com ira vulcãnica,
Recolhendo os pedaços de memória,,
Músculos apodrecem ,tecido desfeito,
Tênue como lâmina em meu esqueleto incompleto
Revela as formas de nosso destino.

 
Autor
RaimundoSturaro
 
Texto
Data
Leituras
694
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 24/12/2008 13:15  Atualizado: 24/12/2008 13:15
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: Dois cadáveres
Raimundo meu amigo, eu reflito tuas poesias e me acrescenta muito, mas fica aqui para mim...
Não sei muito bem externar...
Quero que saiba que tenho vc como um dos meus poetas favoritos neste site, apesar de andarmos em linhas de gêneros um pouco diferentes, mas só um pouco...
Forte abraço!!!
Reitero desejos de boas festas pra vc!
Edilson