https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Outono

 
O sol põe-se apagado na boca mais cálida,
Célere escurece como a carruagem infernal
ao encontro do ultimo vampiro;
Outonal melancolia.

Permito-me fantoche
transfigurado como inseto;
Dolorosamente recolho asas de sonhos
e apenas troco uma morte por outra.

Em um insólito mundo de pares
cada vez mais distantes,sorrindo,
não sendo abençoado o bastante ou maligno
sozinho observo a ilusão distante
apodrecendo ao relento,corpos vazios.

 
Autor
RaimundoSturaro
 
Texto
Data
Leituras
953
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
0
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.