https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

CREPÚSCULO

 
Tags:  saudade    solidão    reflexão  
 

CREPÚSCULO

Sobre a mesa da áspera madeira
A vela que lhe faz companhia
Empresta seu corpo de luz por inteira
De resina e pavio apagada
Morre debruçada no colo do dia.

Sobre o papel amarelo envelhecido
Descansa a condoída poesia
Quando cai a noite fria de improviso
A pena que com pena do autor
Empresta a tinta
E morre esturricada e vazia.

O velho homem bem que tentou
Tomar inspiração na tal tristeza
A saudade da mulher que amava
É o que restou
Quando o sono pesava-lhe
O rosto sobre a mesa.

Ao dormir no crepúsculo da noite fatídica
A vela se apagou junto à poesia
Talvez em sonho a realidade verídica
Daquele velho homem
Extraia toda a dor
Como da pena que vazou a tinta.

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Abril de 2008 no dia 30
Arujá (sp)


Marcelo Henrique Zacarelli

Sobre o papel amarelo envelhecido
Descansa a condoída poesia...
 
Autor
Marcelo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
847
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Fátima Rodrigues
Publicado: 18/02/2009 19:28  Atualizado: 18/02/2009 19:28
Da casa!
Usuário desde: 03/07/2007
Localidade: Setúbal - Portugal
Mensagens: 490
 Re: CREPÚSCULO
Muito bonito seu CREPÚSCULO Marcelo!

Gostei!

Abraço