https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Alcochete

 
LEMBRETE

Alcochete, bonita,
Vila a que vou de visita.
No crescer que, em ti, insiste
Para teu bem, que te valha
Ainda a beleza que resiste
Junto á velha muralha.

Como um encanto guardado
Por lá já ter passado
São os jovens anos de ouro
Reditos com alegria
Por ver em ti um tesouro
Para minha nostalgia.

Momentos de há tempos
Me correm nos pensamentos.
Posso, hoje, ouvi-la
A memória agradecida
Dessa tão linda vila
Me haver dado guarida.

Ai! Lembranças da escola
E de tantos chutos na bola.
Duns amigos, já espalhados
Dum rio que sobe e desce
Em verdes olhos espelhados
Deste miúdo que cresce.

Miúdo, este, de outrora
Olhos verdes de agora.
O mesmo olhar que sentiu
E gravou neste lembrete
A saudade quando partiu
Da vila de Alcochete.

bloackt


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1011
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 03/04/2009 10:37  Atualizado: 03/04/2009 10:37
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: Alcochete
Bonitas imagens de uma terra simpática, deduzo que por essa altura não existia o Freeport, beijinhos