https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pobre Doméstica

 
Tags:  amor    poesia    paixão    sonho    delírio  
 
Avassaladora doméstica perdida,
menina carente das delícias,
sonhadora permultantes de lugares outros,
em nada estás acompanhada, sempre sozinha.

Tuas mãos já calejadas de furor,
tuas horas já não te pertencem mais,
teus dias passam que não enchergas,
e o que ganhas é uma micharia sem tamanho.

No passado fostes escrava ou mucama,
no presentes a lei te auxília a se escravizar,
tão pouco ganhar,
para garantir a uns sobrevida e a outros comida.

Até quando te tratarão assim?
Exigem tanto de ti
e o tão pouco que podes dar
é esquecer tua vida e deixar de sonhar.


Conde Guaraní
O Conde da Liberdade e das paixões.
JGB

 
Autor
CondeGuarani
 
Texto
Data
Leituras
524
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.