https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

No fim de tarde solidão

 
Tags:  amor    poesia    paixão    sonho    delírio  
 
Já chegou cá a noite,
as estrelas no céu a brilhar,
as nuvens a desaparecerem uma a uma,
cá estou a contemplar.

Com elas vão meus pensamentos,
se apartam de mim as mentiras,
o gozo daquelas noites desentendidas,
e minha solidão a ficar.

Sinto não apenas a brisa suave de outono,
ou mesmo escuto as ondas do mar,
passaredos já esta hora tarde a cantar,
e minha dor a acompanhar.

Já é tarde tudo aconteceu,
o sol se pôs,
as nuvens se foram,
as estrelas ficaram fracamente a brilhar.


Conde Guaraní
O Conde da Liberdade e das paixões.
JGB

 
Autor
CondeGuarani
 
Texto
Data
Leituras
683
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.