https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

As aventuras do trolha preso num aquário de dois peixes

 
Tags:  surrealista    mesa    aquário    trolha  
 
Caindo de um trovão quase visível,
O trolha Aristides Pinheiro
Aterrou na mesa de duas mesas.

Caiu redondo e certeiro
Na mesa de duas mesas
De um aquário de dois peixes.
No outro lado da mesa,
Ou a outra mesa desta mesa,
Já lá estava o peixinho a nadar.

Peixe chamado Dulcineia Arouca,
De voz pouca e rouca,
Cuja profissão é sentar-se em mesas
De duas mesas.

Cruzou os braços,
Esticou o olhar,
E agarrou o pobre trolha
Pelos testículos
Sem lhe pegar.

Olhou um pouco mais
E lambeu-lhe o nariz
Sem lhe tocar.

Comeu o que tinha à frente
Sem sequer mastigar.
Sem sair do sítio.

Quase nem se mexeu,
A prender o trolha
Num aquário de dois peixes.

O pobre Aristides Pinheiro,
Pediu um prato sem dinheiro,
E quando o dito cujo chegou,
Levantou-se e partiu.
Já estava servido.

 
Autor
AntonioCarvalho
 
Texto
Data
Leituras
1089
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
pedrobito
Publicado: 14/06/2009 01:41  Atualizado: 14/06/2009 01:47
Luso de Ouro
Usuário desde: 13/01/2009
Localidade: Leiria
Mensagens: 200
 Re: As aventuras do trolha preso num aquário de dois peixes
Este poema é esquisito. Não sei bem comentar, mas gostei, e fez-me sorrir! ;) Parabéns!! Criatividade não falta!

Um Abraço!
Pedro

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 14/06/2009 12:38  Atualizado: 14/06/2009 12:38
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: As aventuras do trolha preso num aquário de dois peixes
Pobre do trolha cujas coisas boas lhe passam sob o nariz e nem cheirar pode...

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 16/06/2009 00:09  Atualizado: 16/06/2009 00:09
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: As aventuras do trolha preso num aquário de dois peixes
espantada,é assim que eu estou!não paras de me surpreender!é assim mesmo!há que sacudir a poeira e tentar coisas diferentes.este ficou bem engraçado
abraço