https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Perder-te

 
Se soubesse que para sempre te perderia,
Fincava bem fundo as raízes minhas
No solo desgrenhado do teu coração.
Sorrindo ao espelho, eu não te vi presente.
Tinhas partido de mim, meu amor.
Olha, ao longe se avistam as gaivotas.
Batem asas no silêncio vespertino
E apontam-me os nossos destinos,
Separados, murados, escondidos...
E eu que fujo dos braços da água
Para olvidar-me da tua voz de mar.
Doem-me os olhos de não te ver.
Esta luz do Sol que não me aquece,
É a ausência tua, um fruto amargo,
Que a vida ousou plantar dentro de mim!


(A beleza do meu Ser- Paula Correia)


Fui à floresta porque queria viver profundamente,sugar o tutano da vida e aniquilar tudo que não fosse vida.E não,ao morrer,descobrir que não vivi. (Dead Poet Society)

 
Autor
Paula Correia
 
Texto
Data
Leituras
796
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 06/07/2007 20:55  Atualizado: 06/07/2007 20:55
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Perder-te
A beleza do teu Ser estará sempre presente
Bjo