https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Sina de amor

 
Apetece-me gritar pelas ruas
Teu nome, meu santuário.
E com palavras seminuas
Traçar um novo fadário.
Não quero mais ser tua.
Mas que mentira demente!
Por ti, roubaria a lua
E faria parar o tempo.
Que fantástico calvário!
Quanto mais tento apagar-te,
Mais te incendeias em mim.


Fui à floresta porque queria viver profundamente,sugar o tutano da vida e aniquilar tudo que não fosse vida.E não,ao morrer,descobrir que não vivi. (Dead Poet Society)

 
Autor
Paula Correia
 
Texto
Data
Leituras
761
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carla Costeira
Publicado: 24/07/2007 23:59  Atualizado: 24/07/2007 23:59
Colaborador
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: Sintra
Mensagens: 918
 Re: Sina de amor
Lindo todo o poema, mas adorei a parte final!
Bjs


Enviado por Tópico
Ramgad
Publicado: 25/07/2007 00:33  Atualizado: 25/07/2007 00:33
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade:
Mensagens: 944
 Re: Sina de amor
Pois é, como é difícil tentar apagar alguém que vive dentro da gente.
Parabéns tá lindo seu poema.
Bjs
Ramgad/Minnie Sevla