https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Coisas do fascínio

 
demorei os olhos
nas curvas que te fazem
e sem desistir das mãos,
das palmas, dedos e pontas,
demorei-me outra vez

desenhei-te como quis
com as linhas que são tuas,
aquelas que a minha boca diz
e com que em mim te perpetuas...
voltei a demorar-me

fiquei assim,
com vontade de ficar assim
a olhar-te sem ter sono
a demorar-me sobre ti
enquanto te torneava.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
608
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 15/06/2007 19:46  Atualizado: 15/06/2007 19:46
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Coisas do fascínio
Coisas do fascínio... muito bonito. Demora-te na tua obra... que a obra se demorará em ti, quiça...

Um abraço, Val.
Gostei de te ler

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 15/06/2007 19:47  Atualizado: 15/06/2007 19:48
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Coisas do fascínio
Coisas do fascínio... Muito bonito!
Um abraço da Mel
Gostei muito

(Bolas está duplicado) não tinha gravado!
Não sei apagar

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 15/06/2007 20:42  Atualizado: 15/06/2007 20:42
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Coisas do fascínio
Fascínante é aquilo que escreves.
Parabéns.
Beijo