https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Facilex Performex

 


Sob os pés
azul céu, sol refulgente.
A cabeça
Vulcão, magmática activa.
Coração ao largo, exangue
sem rota, divagante.
Navegante imprevisível.
Pelos pés, suspenso, alado
fusão solar.
Cabeça ventre, terra mater
eruptiva explosão,
lava , seiva fértil.
Coração, pacemaker
frio engenho, executor.
Nos pés, átomo solar
descoberta inútil
desprezível devir.
Sem cabeça, sem rodeios,
supra intelecto, génio imprestável,
decapitado, mais humano.
Coroado coração
cérebro ideal,
sem razão sem pensamento
emoção à desfilada.


Dionísio Dinis

 
Autor
Dionísio Dinis
 
Texto
Data
Leituras
1122
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 17/04/2006 20:41  Atualizado: 17/04/2006 20:41
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2265
 Re: Facilex Performex
Complicadex não? Este poema é um puzzle de 69 peças! Bem , 70 para ser mais exacto. Acho que com menos uma letra ficava perfeito.


Enviado por Tópico
goretidias
Publicado: 08/05/2007 19:02  Atualizado: 08/05/2007 19:02
Colaborador
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 1237
 Re: Facilex Performex
Eu gosto desse vulcão feito palavras!
Um abraço!