https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 »
Textos deste autor
Offline
Sterea
A(l)titudes
Mais perto do céu que me há-de guardar, eu sou da montanha, não sou do mar. Eu sou das colina...
Enviado por Sterea
em 12/03/2019 11:11:06
Textos deste autor
Offline
Sterea
Rio entre versos
Filtro entre chuvas as cores que o outono adocicou em sedução. Rio e atravesso a estação como ...
Enviado por Sterea
em 28/11/2018 13:47:11
Textos deste autor
Offline
Sterea
Fome
Agarro-me ainda ao arame farpado que me permite ter o céu como fundo essencial - e agradeço ao ...
Enviado por Sterea
em 03/11/2018 12:50:09
Textos deste autor
Offline
Sterea
Deve ser Outono...
É uma gota, meu amor, e tudo o que nela se encolhe de trémulo, frio e desistente, como a manhã ...
Enviado por Sterea
em 18/10/2018 18:07:30
Textos deste autor
Offline
Nininha
Porto, 01 de agosto de 2016
Quisera eu guardar-te nas entrelinhas deste caminho de ferro que percorro numa estrofe que a ped...
Enviado por Nininha
em 17/08/2016 20:17:09
Textos deste autor
Offline
Sterea
Se ara fosse o meu lembrar
. Searas soltas ao acaso das coisas subsistentes trigais da minha infância centeais prenhes suss...
Enviado por Sterea
em 02/03/2016 20:13:53
Textos deste autor
Offline
VIDEIRA
Ousadias
Hortelã mourisca própria dos ribeiros ingénua odalisca ervinha de cheiros, Quem te manda a t...
Enviado por VIDEIRA
em 14/05/2015 16:33:41
Textos deste autor
Offline
Propoesia
Porto de mim, rio de nós
Céu de açúcar branco glace de cetim Cidade tingida de graça e carmim Rio de mistérios com ta...
Enviado por Propoesia
em 14/05/2015 16:29:35
Textos deste autor
Offline
Sterea
Porto ao fundo
Ilumina-me - a luz ocre e rubra verde e tarde pura cálice de vinho com génio de uva flor-de...
Enviado por Sterea
em 14/05/2015 16:26:09
Textos deste autor
Offline
Sterea
Porto doce
este porto doce que os meus olhos filtra ai se vinho fosse ai se o vinho fosse dessa cor bonita ...
Enviado por Sterea
em 07/02/2015 03:41:15
Textos deste autor
Offline
Carlos Ricardo
Não mates o poeta
Como o douro sente As margens alagadas Do céu Não impeças a terra De se exaltar Na luz Amparado P...
Enviado por Carlos Ricardo
em 13/12/2013 21:27:05
Textos deste autor
Offline
Sterea
VERDEGAR
(Douro, por mim) 03/05/2013 VERDEGAR Já é verde, à flor do Douro. Na tona do olhar, o albu...
Enviado por Sterea
em 08/05/2013 12:19:08
Textos deste autor
Offline
Sterea
no alto daquela serra
...não te sei dizer do friso frio das montanhas, porque nunca conheci os contornos da areia quent...
Enviado por Sterea
em 09/02/2013 12:59:13
Textos deste autor
Offline
VIDEIRA
Bagas
O sol de Outono brinca nos bosques, salta os muros de granito, cintila nas brenhas como em vidril...
Enviado por VIDEIRA
em 09/12/2012 01:42:17
Textos deste autor
Offline
Sterea
Over the rainbow
Feel the scent of the wind, the sound of misterious silences on my awakened skin - can you see a ...
Enviado por Sterea
em 11/06/2012 16:32:26
Textos deste autor
Offline
Sterea
Alendouro
Alendouro Misturo os olhos no fundo azul das águas Livres que enlaçam a terra onde esbocei Alent...
Enviado por Sterea
em 20/04/2012 12:12:32
Textos deste autor
Offline
VIDEIRA
PORTO DE ENCONTRO
Cai a noite em mansos goles De licor de sol já posto, E no prazer de beber-te, Douro que guard...
Enviado por VIDEIRA
em 13/09/2011 00:46:50
Textos deste autor
Offline
Sterea
o beijo que colhe as uvas
(Arte em azulejo de Luísa Dias: http://azulejosdaluisa.blogspot.com/) ao toque, os bagos tú...
Enviado por Sterea
em 12/09/2011 00:18:09
Textos deste autor
Offline
Sterea
Rio
Douro, hoje, pelos meus olhos.* Rio no fundo ainda me esperas meu de sempre para me mergulha...
Enviado por Sterea
em 25/08/2011 22:41:12
Textos deste autor
Offline
VIDEIRA
Régua que me medes saudades
Recebes-me no cais e aberto amplexo Onde o meu coração ancora à justa, E se deixar-te em breve já...
Enviado por VIDEIRA
em 10/03/2011 15:06:46
(1) 2 3 »