https://www.poetris.com/

 
Offline
Gisele
Cruz
Era a cruz, o sangue, a inanição A causa, a consequência, a demência Era a fenda funda o núcle...
Enviado por Gisele
em 24/03/2009 18:03:41
Offline
Gisele
Opostos sobrepostos
Coexistem verdades absolutas incertas. Coexistem verdades opostas sobrepostas. Como um veneno que...
Enviado por Gisele
em 21/03/2009 23:34:08
Offline
Gisele
Valente
Era valente, brioso e poeta Cavalo alado, sem sombra, só luz Era o sentido em cauda cometa Tropel...
Enviado por Gisele
em 21/03/2009 21:21:59
Offline
Gisele
Era o não
Era o não, o nunca a latejar prementes Em águas perdidos, uma espera, assim Era a falha o abismo ...
Enviado por Gisele
em 21/03/2009 12:19:41
Offline
Gisele
Beijo
Era o beijo, o sopro, a sede de alma Duas pétalas coladas numa sombra Era a sede, a chuva, a doce...
Enviado por Gisele
em 21/03/2009 02:17:54
Offline
Gisele
Estrela
Era a estrela polar da vela em desnorte A corda do cais ao alcance do ser Era o tempo a marinhar ...
Enviado por Gisele
em 19/03/2009 13:12:56
Offline
Gisele
Como se faz o poeta (Inspiração de Flávio Silver)
No poema maluco As aves vão na carreira Para a praia da palavreira Entre o gato e o rato Está um...
Enviado por Gisele
em 17/03/2009 21:53:53
Offline
Gisele
Tempo
Era o tempo, a espera, o desespero O desencontro fatal, o desvario Era a alma desalmada, o exasp...
Enviado por Gisele
em 16/03/2009 00:43:52
Offline
Gisele
Lua
Era a lua, a maré, o lume brando Nos socalcos do teu ser Era o teu corpo vibrando Em mim mulher O...
Enviado por Gisele
em 16/03/2009 00:09:00
Offline
Gisele
Sol
Era sol, sol e carícias de mar Aos pés da brincadeira Era brisa em flor a alardear Uma bandeira.....
Enviado por Gisele
em 15/03/2009 14:05:30