https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 5 »
Offline
ASobral
Pássaros no céu
Chuvas de Abril causando lençóis de arco-íris de mil tons chuva que purifica na sombra obscura da...
Enviado por ASobral
em 19/01/2009 13:57:54
Offline
ASobral
Solidão
A solidão, a tristeza ao cair do entardecer cinzas sombras de nuvens sobre verdejantes colinas pa...
Enviado por ASobral
em 19/01/2009 13:48:28
Offline
ASobral
De sombra e morte ...
Sombras crepusculares alastram pelos vastos arvoredos escurecidos e emudecidos, cai a noite silen...
Enviado por ASobral
em 31/12/2008 14:56:22
Offline
ASobral
Sonhos e desejos ...
Sorrisos na tua tristeza companhia na tua solidão depois da cobardia aparece a heroicidade e do i...
Enviado por ASobral
em 31/12/2008 14:30:43
Offline
ASobral
Caminhos ...
Elimino as minhas dúvidas todos os dias mas elas próprias me levam a outras e o carrocel não terá...
Enviado por ASobral
em 31/12/2008 12:23:23
Offline
ASobral
INFÂNCIA
INFÂNCIA Chamavam-me Mimi tinha apenas quatro anos e nas planícies Alentejanas a Salomé e o Toni...
Enviado por ASobral
em 26/12/2008 13:32:01
Offline
ASobral
Amo...
Amo... - Amo quando passas na rua e me olhas com um rasgado sorriso travesso... - Amo quando pa...
Enviado por ASobral
em 15/10/2008 13:46:16
Offline
ASobral
Sem portas nem janelas...
Sonhadoramente eu acredito que existe uma mórbida beleza nos noivados de sepulcro sofro as tempes...
Enviado por ASobral
em 09/10/2008 21:03:40
Offline
ASobral
Vida e morte...
Pessoas que não conseguem livrar-se da negra e fria tristeza quando os sentimentos arrastam para ...
Enviado por ASobral
em 02/06/2008 13:57:28
Offline
ASobral
Presos no tempo
Pelas formas indistintas de corações viajantes no tempo - quando tu e eu caminhávamos pelas vere...
Enviado por ASobral
em 26/05/2008 13:40:15
Offline
ASobral
O peso da tortura
Quando penso que só à pouco temos direito aos nossos sonhos - aos ideais - às verdades do pensame...
Enviado por ASobral
em 21/04/2008 13:56:33
Offline
ASobral
Devaneio
Pelas nostálgicas madrugadas dos meus sonhos irreais passeados pelas noites insones de recordaçõe...
Enviado por ASobral
em 31/03/2008 13:32:57
Offline
ASobral
Oásis cristalinos
A vida por mim recordada vejo-a parada no fundo dos teus olhos levas meus sonhos por terras longí...
Enviado por ASobral
em 31/03/2008 13:24:25
Offline
ASobral
Fragilidades...
A inveja produz o fruto amargo da calúnia eis dois motivos para a tua rebeldia e, nela concretiza...
Enviado por ASobral
em 26/03/2008 14:06:20
Offline
ASobral
Mistério Negro
Passas fora de horas com teus passos silenciosos de sombras negras pelos caminhos lamacentos da...
Enviado por ASobral
em 26/03/2008 13:52:23
Offline
ASobral
Do outro lado do muro...
Distinguimo-nos pela nossa vontade (consciente) e plena inteligência mas sempre se condena o que...
Enviado por ASobral
em 26/03/2008 13:39:07
Offline
ASobral
Rio de suspiros
Depois da chuva tudo está silencioso quieto no teu corpo esquecido pelo tempo e no rio de suspiro...
Enviado por ASobral
em 26/03/2008 13:26:48
Offline
ASobral
O roxo da vida...
O roxo da vida dos murros e dos pontapés que me dás todos os dias quando vens com um copito a mai...
Enviado por ASobral
em 20/11/2007 13:44:40
Offline
ASobral
Em memória de...
Viajaste sem malas e sem ninguém prever para as grandes planícies verdejantes de espírito infinit...
Enviado por ASobral
em 14/11/2007 17:11:49
Offline
ASobral
Feridas da alma
Surgem da noite para o dia estes sentimentos estranhos em pessoas sem emoções selvagens. extrav...
Enviado por ASobral
em 04/10/2007 19:30:48
(1) 2 3 4 5 »