https://www.poetris.com/

QUERO O TEU...

 
QUERO O TEU...
 
Quero o teu amor
E o teu calor...
Vem, para abrandar
A minha alma que
Queima de paixão.
 
QUERO O TEU...

ESPELHO D'ALMA

 
ESPELHO D'ALMA
 
" Dizem que os olhos são espelhos d'alma, veja minh'alma !, quanto as minhas mãos não precisas ler, pois todas as linhas apontam para você."

Falcão S.R - RJ
 
ESPELHO D'ALMA

Frase

 
"O amor é tão raro que, nos dias atuais, a paixão é vista como amor e o amor é visto como obcessão." - Saulo Penna Neto
 
Frase

Romântico Coração

 
Romântico Coração
 
 
" No silêncio de minhas noites em vigília, ouço as batidas do coração que te chama, sem que queiras ouvir."

Falcão S.R - RJ


www.LuzdaPoesia.Com
 
Romântico Coração

[Espaço e Silêncio] [Procura-te]

 
[Espaço e Silêncio] [Procura-te]
 
 
crias formas
crias objectos
mas aguardo o momento
em que sairás das normas
e criarás espaços vazios
e silêncios desertos

continuamente olhas os objectos
enfeitiças-te com as formas
mas sempre impões máscaras e afectos
ao silêncio que com sons adornas

ninguém cria o silêncio
mas ele manifesta-se sempre
ninguém inventa o espaço
mas eternamente o vês presente

jamais alguém destruirá
aquilo que nunca foi criado

em todos os momentos da tua vida
encontrarás um silêncio esvaziado

e é sobre ele que as vidas se erguem

se algum dia parares para o olhar
verás que os teus medos apenas temem
aquilo que o vazio tem para te mostrar
__

Espaço e silêncio. Estão sempre presentes, mas quem é que repara neles? O que significa a sua presença na nossa existência?

Será possível que nós próprios sejamos nada mais que espaço e silêncio? Alguma vez encontraste dentro de ti algo que pudesses considerar ser quem tu realmente és? Não era isso apenas espaço vazio e silêncio sem forma?

Quem és tu senão este mesmo silêncio? Este espaço? Procura-te e diz-me o que encontras. Não vêm sempre as mãos vazias quando é o teu próprio ser que agarras?

Procura por ti e diz-me o que vês. Esta é a única questão verdadeiramente importante na tua vida. Tudo o resto são bonecos desenhados na areia, são traços pintados na água.

Poemas de amor, de amizade, de tristeza e solidão, palavras de esperança e paixão, tudo isso é como nuvens no céu, varridas como folhas ao sabor do vento quando te debruças sobre a única pergunta que interessa: quem sou eu?

Procura-te e diz-me o que encontras. Esta é a única missão que poderás algum dia ter na Terra. É a única resposta que poderá alguma vez saciar o teu desespero e desejo e fome de amor, calor, afecto e paixão, carinho e reconhecimento, inclusão, ternura, altruísmo e compaixão. Tudo isto, pelo qual anseias, são meros bonecos de neve. Quando encontras o sol que tens no peito, tudo se derrete na água mais pura para saciar a sede do teu coração.

Procura-te. Tudo o resto é ilusão. São brincadeiras que pensas levarem-te a algum lado. São quimeras, castelos construídos no ar, palácios que nunca poderás habitar.

Procura-te.
 
[Espaço e Silêncio] [Procura-te]

"O amor é..."

 
O amor é um animal faminto, à espera que alguém lhe "mate" a fome com paixão!
 
"O amor é..."

Nas noites geladas, Penso em ti!

 
Nas noites geladas, Penso em ti!
 
Nas noites geladas,

Penso em ti!

E sinto que a minha alma aquece.

Nas noites de solidão,

Penso em ti!

E sinto que o desespero desaparece.

E quando preciso de ti,

Fecho os olhos.

Procuro no meu coração

E é lá que te encontro,

Minha doce paixão.

Agradeço a vossa leitura, Ana Cristina.
 
Nas noites geladas, Penso em ti!

Lobo Ferido

 
O deserto parece que rasteja aos meus pés
E o vento se curva aos meus ouvidos
Sou um lobo que uiva ao encontro do nada
A sombra de alguém que assombra o meu quarto;

Eu lembro que um dia você preferiu o silêncio
Sei que você não pode mais me esperar;
Mas eu ainda posso cortar ao fio da navalha
As mentiras que me trazem você;

Com os olhos negros fumegantes
À noite me atrai em círculos
Ouço o cantar vicioso das cigarras
Estamos tão longe e ao mesmo tempo tão perto;

Quem poderá fender a cicatrizes que carrego?
Tenho o tempo por inimigo e cansaço...
Tenho sede por um lábio dissolvendo
Águas desperdiçadas e lágrimas absorvendo;

Sou um lobo que uiva ao encontro do nada
Faróis me cegam ao longo da estrada
O caminho de volta já não sabe ao certo
O sangue como rastros me vazou em pensamentos.

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Julio de 2011 no dia 21.
 
Lobo Ferido

Se Fosse Simples

 
Se fosse tão simples assim dizer adeus
Eu deixaria você bater a porta
E não perderia noites de sono
Se fosse assim tão simples, meu amor...

Se fosse tão simples assim dizer não te amo
Eu transformaria um verso em prosa
A realidade eu atrelaria em sonhos
Se fosse tão simples assim, meu amor...

Se fosse tão simples assim dizer não vá
Eu trancaria a nossa porta
E morreria em noites de abandono;
Pra nunca mais acordar...
Pra nunca mais acordar;

Se fosse tão simples assim meu amor...

Produzido por Christine Aldo
Village, Agosto de 2011 no dia 10.
 
Se Fosse Simples

Sentimento de Culpa

 
Não há nada que eu possa fazer alem de esquecer
Os dias são diferentes e eu me perdi em um deles;

Às vezes eu me pego olhando o céu
E toco as estrelas em vão
Corpos estranhos na imensidão
Pareço não sentir o chão;

Queria voar com meu espírito por aí
Pairar e descansar sem culpa e dor
Violentar a cumplicidade dos meus anseios
Flagelar a carne da minha alma;

Se eu me atirar daqui de cima
Eu e meu sentimento de culpa
Quem poderá me amparar no ar...
Eu tenho asas inimagináveis e estranhas
Elas me asseguram da dor;

Às vezes eu me apego com coisas bobas
Elas me escravizam por ora
E fazem-me gritar por liberdade
Tento separar a mente do coração;

Não há nada que eu possa fazer alem de esquecer
Os dias são diferentes e eu me perdi em um deles;

Eu tenho asas inimagináveis e estranhas
Elas me asseguram da dor.

Produzido por Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Julho de 2011 no dia 22.
 
Sentimento de Culpa