https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de SorrisodeRosas

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de SorrisodeRosas

Perdida

 
Perdida
 
Perdida

Saio do teu corpo
completamente diluída, meio cega meio muda
sem poder abrir a boca
nesta sensação aguda
de estar plenamente despida, absolutamente sem roupa
não sei se ainda é madrugada
se
o meu ônibus já passou, se eu te atiro uma pedra
se eu lhe lanço uma flor
se
eu te entrego o meu perfume
se
eu lhe dou mais amor.

Sei que este crescente querer
é plenamente sadio, afogada em orgasmos
em um espasmo sútil
se
tu me marca e pendura, comete um erro fatal
vou lhe deixar, meu bem, amarrado
e fechar minha abertura
serei apenas o cio
de um feroz animal

SorrisodeRosas
 
Perdida

Vulcão

 
Vulcão
 
Vulcão

Desavisada
gemo ao toque.
E sem nenhum retoque me abro.
Fenda funda.
Como
os olhos que olhava.
...
Pecava pela pele alva.
E
Como
a uma rês, marca.
Marca
a ferro e brasa.
Calca e não reclama.
...
Em minhas entranhas
Fez-se um mar de liquido viscoso.
Que
escorre tanto pelas pernas.
Impreciso e quente.
E desfaz-se
como pétalas de rosas.
...
Como riso
Então sem nenhum aviso.
Desperta em forma lúcida.
Tranquilo
Quando apenas restam no chão.
As lavas
mornas do vulcão.

Sorriso de Rosas
 
Vulcão

Depois do jantaR

 
Depois do jantaR
 
Depois do jantar

Teus olhos negros
na noite
são dois oceanos
de
prazeres incontidos
e insanos.
Todos meus poros inflamam
como espelhos a brilhar
todas as seivas do mundo
em nós se
derramam
como rios efervescentes
que deságuam no mar.

Tua boca rasgada
flor
de maracujá
o sumo da fruta madura
e
molhada
de suores, seiva extremada
na minha boca
na tua
oh noite estrelada
a lua
a brilhar.
.

Todo teu corpo impuro
repleto
de segredos obscuros
sem nexo
nas brumas desfeito
com cheiro de mar.
Eu te carrego ao leito.
com meu coração ao pulos
inquieto e sem jeito
depois de
jantar.

Sorriso de Rosas
 
Depois do jantaR

Aracnídeo acarino

 
Aracnídeo acarino
 
Aracnídeo acarino

Hei de cingir-te com meus braços
para
que nunca deixes
de ter comigo
esta troca de sabores e calores entre
uma e outra taça
de um vinho fino
estando eu sempre em você
permeado
como um aracnídeo acarino
te sugando.
Quero-te inversamente, o teu corpo,
mais
que o corpo, te quero por inteiro
e não aos pedaços,
quero tuas entranhas estranhas,
teu baço.
Sim, de tudo que tenho,
tenho apenas
falsas
verdades, que estão presas em grades
escritas em pequenas
letras amenas
em mármore multicor
onde escrevo: quero apenas o teu amor.

SorrisodeRosas
 
Aracnídeo acarino

Você

 
Você
 
Você!
que veio até mim
em sonhos
fez eu perder o meu juízo
e me
carregou no colo
me levando em êxtase a tantos paraísos.
Você!
que me olhou sorrindo
com
estes teus olhos lindos
fez
do meu suplicio um gozo
com
o teu desejo infindo.
Eu!
Quero para sempre me perder em teu abraço
o que
for preciso eu faço
para ter você comigo eu quero no teu abrigo
aplacar
este meu sonho enlouquecido.

Você!
De tudo é um pouco
ao som de nossos gemidos roucos
és meu desejo louco
e
das úmidas bocas do meu corpo.

SorrisodeRosas
 
Você

Fruto proibido

 
Fruto proibido
 
Fruto proibido

Um amor estranho
fruto de um beijo roubado
um espanto, um calar deslumbrado
dos teus
olhos castanhos
a me olhar.

Era mais que um beijo, era mais que o mar
e agora eu vejo
um
estranho amar
era um monstro estranho
a
me devorar
já não sei guardar segredo
por isto tenho de contar
era uma tempestade
deslumbrante
em pleno...
em alto mar.

SorrisodeRosas
 
Fruto proibido

Sonho de amor

 
Sonho de amor
 
Sonho de amor

Você hoje
ultrapassou tantos limites
que até as minhas manhãs se desfizeram
em loucura e paixão
e
explodiu em mim
bananas de dinamites
e pedaços de mim se espalharam
pelo chão.

Hoje você me
fez de uma lua formosa me abrindo
igual a uma rosa
imolando-me como uma saborosa
fruta no pomar
e
eu neste inextricável e doce desejo
eu me deixei levar

Eu
hoje acordei sorrindo
pois este, foi mais um sonho lindo, mas
que também me entristeceu
pois foi chegada a hora
de despertar.

SorrisodeRosas
 
Sonho de amor

Narciso

 
Narciso
 
Narciso

Nas ondas
sonoras do teu riso, sorrisos
que fluem como um rio
que te levam a um lindo paraíso
na densa
ardência de um cio

Na noite
se lança no improviso, neste clímax
amoroso e infantil
colibri
enfeitiçado e sem juízo
tão
doce jeito, delicado e macio

Um amor
que assim chega sem aviso
e
percorre no teu corpo em arrepio
na imagem
refletida do Narciso
que
morreu
estupefacto se amando na beira de um rio.

SorrisodeRosas
 
Narciso

Um sonho de amor

 
Um sonho de amor
 
Um sonho de amor

Só em versos eu te vi, com ti
então sonhei,
talvez seja melhor assim
porque,
tudo o que senti...nem eu
sei.

Imaginei no meu, o teu olhar
E nas minhas,
a suavidade
das tuas mãos a me tocar.
Como
um barco a balouçar ao longe em morno mar
com a brisa a sussurrar
palavras de paixão
ao
meu disparado coração.

Vivo a minha vida
assim
com medo deste fogo desta dor
na lagrima
que suave rola nesta flor
e
na irrealidade deste amor... até o seu fim

SorrisodeRosas
 
Um sonho de amor

Uma vez

 
Uma vez
 
Uma vez

Uma vez era a vida
tomada por momentos desequilibrados e turvos
regada a vinhos e sumos
toda sem rumo
em rota de colisão

Uma vez era a vida
e eu contigo, tomada pelo amor e o perigo
envolta
em gritos e gemidos
com botões de rosas se abrindo em cada canto
do meu abrigo
em total perdição

Uma vez era a vida
germinando desesperada na paixão, ao abraço
de um novo dia
era
uma caça abatida
eclodindo em poesia
como as lavas de um vulcão

Uma vez era o divino
onde as palavras apareciam assombradas
pelos lábios
pálidos do destino

E na pele um rubor metálico
de cheiro adocicado em um ventre morno,
quente e feminino.

SorrisodeRosas
 
Uma vez

Selvagem

 
Selvagem
 
Selvagem

Tantos segredos
escondem teus olhos
que caçam
na noite de lua.

Febris
que me olham
e me marcam
como
eu já fosse tua.

Estrelas que brilham distantes
parecem antever
toda
a minha angustia
meus lábios vermelhos inchados
sou toda
veneno de sabor
adocicado.

Desvairado
é este ato de amor
um êxtase
um frenesi de gozo
e dor
inconsistentes trama de bocas
tresloucada.

Lascivas e enleios de sublime amor.

SorrisodeRosas
 
Selvagem

A minha alma

 
A minha alma
 
A minha alma

Toda a minha alma fantasia
a dor,
no lirismo do meu eu, na poesia
e no amor.

É que aqui, eu escrevo a duras penas
é pena
por que já não posso voar
eu trago a ti
com minhas mãos pequenas
o amor e a fantasia que me fazem sopesar.

Então deito nas areias da praia
e na confusão prolixa
destes meus
pensamentos
desfilam-me as agruras
como véus
de pétalas de rosas voando
nos ventos.

Sou pessoa anônima neste mundo
nem eu mesmo me conheço
a vida é um carrossel
maluco
que nunca tem nem fim nem começo.

Mas é este verão que rodopia na minha cabeça
e por mais que eu me peça,
neste mar de calor,
que
eu o esqueça
eu te digo que preciso da fantasia e do amor
são coisas preciosas
por que
meu nome é sorriso

Sorriso de rosas....
 
A minha alma

Nesta noite

 
Nesta noite
 
Nesta noite!

Eu sou só, luxuria e pecado o meu ventre acetinado
o
meu rosto
é a imagem da loucura
e a
minha boca vermelha emoldura estranhamente a minha figura.

Se cai de um imenso penhasco e me segue aqui nesta vida
Um
pedaço da carne madura que açucara a minha ferida
é como água límpida e escura,
em translúcida taça
de amargura

Estranha nuvem que às vezes fica e às vezes passa
e quando fica é sempre uma desgraça
e quando passa
é a saudades que fica e lá fora fica o mundo
que sem compaixão
me caça.

Lampadário aceso
e sobre a mesa uma rosa
misteriosa criatura
em
seu ultimo espasmo.
Uma cobra envolvente e pecaminosa
destemperada, feita do mais puro orgasmo.
pois é a magia nesta noite encantada
que por ironia no iniciar do dia
vira apenas... nada...

SorrisodeRosas
 
Nesta noite

Dança

 
Dança
 
Dança
......
Rodopia com as águas da fonte
dança
nos acordes sonoros
lança
o calor do desejo
a cada espaço da minha pele
nos
meus poros.
Ontem
encantei-me com o fogo
dos teus beijos.
.....
Teça a teia dos temores
na minha carne crua
em explosão
jogue
flores em meu torso, em meus seios
que apontam a lua
e onde dormem com
braços
abertos
teus gestos cobiçosos
que procuram meu olhar.
....
Era apenas paixão que havia
nas areias que abraçavam
o mar
e quando a
onda na areia
batia
era como se houvesse e havia
poesia
e dança nas areias deste mar.
...
Sorriso de Rosas
 
Dança

Veneno

 
Veneno
 
Veneno

Em meus sonhos
você flutua
em nuvens macias e inocentes.
A lua
em seu poente
atua nestes meus sonhos incandescentes
e ativa a minha vulva
e como uma tempestuosa chuva
de verão
ela
encharca o meu colchão.

É trovão na tempestade
é a razão dos sonhos e fantasia que eu faço
é meu segredo e tragédia
neste palco de comedia
em que eu
me perco em teu abraço.

Os meus devaneios são feitos de luxuria e cansaço
neste escuro véu
você é um anjo que me deixa louca
é meu veneno febril
que invade silenciosamente
o céu a minha
boca.

SorrisodeRosas
 
Veneno

Além da imaginação

 
Além da imaginação
 
Além da imaginação

Hoje
eu voei com as borboletas
entre cisnes pintados de brilhante
e por
eternos instantes
as suas asas eram azuis e violetas.

E eu voei
por entre as nuvens
na cauda congelada de um cometa
eu me vesti de ilusão
e me perdi na fronteira do impossível
na minha doce imaginação.

Nem tudo
é perene ou perecível
porque vi anjos acenando com as mãos
e vi fadas príncipes e aldeões
e uma imensa corsa branca
escoiceando sobre a multidão.

Era
um sem pé nem concretude na cabeça
até
o meu silencio era paixão
as fantasias
eram ali expostas sem nenhuma pressa
era só
pensamento em tão fecunda invasão.

SorrisodeFlores
 
Além da imaginação

Um doce amor

 
Um doce amor
 
Um doce amor

Eu
atirei uma pedra
em um lago
que em seu caminho transformou-se
em uma flor, na sua jornada
ela foi perdendo...
seus espinhos
foi deslizando sobre as inocentes águas
e
toda faceira...
procurando um amor

E
sobre ela pousou uma abelha
trazendo consigo
os pólens de outra flor
e ela branca
transformou-se em vermelha
por que
agora, ela se encontrou com o amor

Mas veio
um malvado peixe cor de ouro
e
devorou a doce abelha
e a linda flor
e agora
só restou este tesouro
a linda flor
pode viver um doce amor.

SorrisodeRosas
 
Um doce amor

Beijar

 
Beijar
 
Beijar

No sol
do meio dia correm ondas de lavas
que
incendeiam teu corpo moreno
que mergulha nas aguas.

Neste
inextinguível minuto que trava
todos os meus segundos
eu flutuo no ar.

A minha
alma é o mundo e o mundo me obriga a calar
nada disto me acalma
porque não é meu este teu olhar .

E nada neste mar...
que
não tem começo
e nem rumo,
é o meu avesso e nem vai acabar.

Saia destas aguas amornadas
e vem me abraçar
me beija com gosto de corpo molhado
e do sal deste mar.
Tua
boca me conta segredos
mas
o que eu quero é te beijar.

SorrisodeRosas
 
Beijar

Um amor

 
Um amor
 
Um amor

Um amor que explode
que grita,
que beija, e geme
e pode
velejar como um barco sem leme
que navega perdido
no mar.

Um amor finito
nascido de um flagrante delito
rasgado,
impetuoso e bonito
que navega em grandes tormentas
e aflito
naufraga nas aguas
mar.

Um amor infinito
moldado com a cor da eternidade
um
amor que é só verdade
feito terra
feito ar feito mar
e muito mais
é tanto amor até onde se pode olhar
e
que não morrera jamais.

SorrisodeRosas
 
Um amor

Escombros

 
Escombros
 
Escombros

Hoje
o meu céu esta cheio de escombros,
de estrelas
grosseiras e cinzentas
este
peso terrível em meus ombros
já me faz desmoronar.

Neste mundo impermeável de cortiça
na
indiferença desmedida
estou presa
nesta areia movediça
que me tolhe o caminhar.

Já não percebo
o que é certo ou errado, nesta estrada interminável
afundando em pecados
eu não
consigo nem pensar.

Hoje
o meu dia já é tarde, a minha noite é só tristeza
eu me movo sem alarde
porque tudo... finalmente
vai terminar.

SorrisodeRosas
 
Escombros