https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Arcanjo Miguel

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Arcanjo Miguel

Quem sou eu?????????
Biografia de Arcanjo Miguel:
Gosto de brincar com as palavras para transforma-las em poesia ou algo parecido, não me julgo poeta pois não sou imortal, minha alma fala por mim nos meus momentos de insanidade regidos pelo coração e...

Preciso de alguém...

 
Preciso de alguém...
 
Preciso de alguém...
Que mude por completo meu ser
Faça-me sentir ilimitado prazer
E conceda-me de novo o viver.

Preciso de alguém...
Que reanime meu triste coração
Reaviva nele todo seu real valor
E desperte nele um grande amor.

Preciso de alguém...
Que tenha certa sensibilidade
Redescubra minha ambigüidade
E partilhe comigo terna dualidade.

Preciso de alguém...
Que retome o brilho do meu olhar
Que eu possa confiar e acreditar
e me reensine de novo amar.
 
Preciso de alguém...

Ciganna...

 
Ciganna...
 
Em teus olhos pairam mistérios
de uma linda noite de luar;
Em teu belo corpo há paradigmas
que gostaria de desvendar;
Em tua pele há o agridoce cheiro
da infinita sedução;
Em teus lábios reside o sabor
veemente da minha perdição...
 
Ciganna...

Cansei...

 
Cansei...
 
Cansei:
De ser culpado
pelo que nunca fiz;
De sempre escutar
o que nunca quis;
De pagar pelos erros
que nunca cometi.

Cansei;
De sempre calar
sem nunca falar;
De sempre idealizar
sem nunca realizar;
De sempre esperar
sem nunca encontrar;

Cansei:
De sofrer em metastase
pelo que nunca causei;
De estar atado a nós
que nunca amarrei;
De amar alguém que
nunca terei;

Enfim...Cansei de você.
 
Cansei...

Sou homem porque...

 
Sou homem porque...
 
Sou homem porque sou forte
pela razão e fraco pela emoção;
Porque me entrego em demasia e se
apaixono mais a cada passar de dia;
Porque não tenho vergonha de te amar
Porque revelo meu gostar e sei te perdoar;
Porque exponho as vertentes do meu ser
ciente que mais nunca terei você;
Porque vou te perder e não sei o que fazer;
Porque peço teu perdão e descubro que
já tem outro alguém dentro do seu coração;
Porque não faço parte de sua história
e que ficarei guardado in memória;
Porque aplaco a minha persistente dor;
Porque eu sou homem e choro de amor...
 
Sou homem porque...

Hoje...

 
 
Hoje irei colher flores nos jardins da felicidade
desfolhadas pétalas da minha concepção;
Germinarei sementes em teu existir e te
darei as rosas cultivadas do meu sentir.

Hoje seguirei as trilhas dos caminhos feitos da alegria
vivenciado em solo de fértil de gratas emoções;
Passarei por cada recanto do teu ser aportando
meu destino nas plenitudes do teu viver.

Hoje irei marcar o tempo com o pulsar
descompassado do meu apaixonado coração;
Atrasarei os relógios das premissas da humanidade
fazendo de cada instante ao teu lado uma eternidade.

Hoje desfiarei preces em teu louvor
atingirei as graças infinitas vindas do céu
darei a ti provas refutáveis de minha fé
e ardor e de minha boca ressoaras orações
feitas de pleno amor...

Para uma flor Álem Mar.
 
Hoje...

Pleonasmo de amor...

 
Quero queimar no fogo
do teu calor;
Abrasar nas instâncias
do teu querer;
Provar do sabor languido
do teu ardor;
Sucumbir nos êxtases
do teu prazer;
Alvoroçar teu ventre
com fervor;
Penetrar nas entranhas
do teu ser;
Eternizado num eloqüente
ato amor...
 
Pleonasmo de amor...

Diana...

 
 
Dona de um sensibilidade
Impar feita de esboços divinos que
Adentram o coração como se fossem
Notas de uma bela canção de
Amor...

Para uma amiga muito especial,
que tem um lugar cativo em meu
coração...

O acaso não acontece por acaso...
 
Diana...

Efêmero Amor...

 
Beije-me contemplando a ode
finita da afirmação latente
que abasta os sândalos do
meu coração;
Suga-me a plenitude voraz que
apossa o frêmito emocional dos
meus loucos e desvairados
instintos;
Salva-me desse revolto mar
de materialismo pagão que
assola meu pensamento e denigre
minha emoção;
Dispa-me da futilidade insana
revestida da dor pungente
de ter vivido junto a ti
um efêmero e louco amor...
 
Efêmero Amor...

Ambigüidade...

 
Sou o sopro do vento a gritar
a briza que se desfaz no ar;

Sou ímpetos de puro prazer
a necessidade de um pleno querer;

Sou a lascividade casta da voraz tentação
a ambigüidade pecadora da sedução;

Sou gritos instintivos e compulsivos de puro prazer
a necessidade involuntária de um pleno querer;

Sou faunos de tormentos múltiplos de infinito ardor
absorto da intensidade de um momento de amor...

Às vezes, quando um trecho é ambíguo, é o conhecimento dos fatos que nos permite fazer uma interpretação adequada do escrevemos...
 
Ambigüidade...

Ontem...

 
Ontem não encontrei as palavras certas
para te dar,
nem os sentimentos exatos para te querer;
Ontem não encontrei razão para te amar
nem emoção para continuar a viver;
Ontem não encontrei a lógica do tema
nem emoções para escrever um poema ;
Ontem não encontrei o que procurava
nem reparei por onde andava;
Ontem me perdi-me de você e hoje
encontrei-me sem saber...
 
Ontem...

Deserto...

 
Deserto...
 
Deserto é meu infinito ser
por onde anda caminha teu
querer em largos passos
reticentes transformando em
grãos a poeira complacente
do meu visionário coração...

Deserto é meu intenso fervor
que impregnam em meu corpo
as essências impelidas do ápice
do teu imenso ardor...

Deserto é meu volátil pensar
por onde delineia-se teu gostar
ditando as aspirações que
compõem sua vasta e
apaixonada concepção...

Deserto é meu esperar que
escreve o destino com as
premissas reinquiridas
antecipando o dia em que
vais chegar de verdade
em minha vida...
 
Deserto...

Amanda...

 
Amanda...
 
Hoje nasceu Amanda,
menina linda e deveras
encantada..

Hoje nasceu Amanda, ser
de luz dotado de muito ardor
que veio a terra sob o signo
do amor...

Hoje nasceu Amanda
bela e faceira um presente
de Deus para vida
inteira...

Hoje nasceu Amanda a
princesa mais amada
de um lindo conto
de fadas...




Seja Bem vinda Amanda...
 
Amanda...

Porque te amo...

 
Por curvar-me a capacidade divina
ante uma criação suprema;
Por saber que minhas atitudes demonstram
com clarezas meus gestos;
Por reinquirir constantemente a tua
presença dentro de mim;
Por ultrapassar inconseqüentemente
o limiar seguro do gostar;
Por fundir meus desejos como
um profano pecador;
Por dar toda a minha vida em prol de ti
Por transformar metáforas reticentes
de dor num verdadeiro e imorredouro
ato de amor...
 
Porque te amo...

Quando...

 
Quando...
 
Quando te vi;
Soube de verdade que seria a
minha real intenção de felicidade
Quando te ouvi;
As palavras ecoaram em meu ser
transmutando todo meu vasto querer
Quando te senti;
Aprendi a transformar breves
instantes numa longa eternidade
Quando te perdi;
Descobri que o amor pode transformar
momentos de puro explendor em rasgos
plenos de intensa dor...
 
Quando...

Encíclica do amor total...

 
Encíclica do amor total...
 
Posto como rocha que habita
e suscita vales inférteis
livre como a ave que sobrevoa
os rochedos estéreis;

Pleno e resoluto como o vento
que sopra pelas fendas
entreabertas do meu exílio;

Lúdico e matreiro como um
menino curioso preso num
labirinto de vastas indagações
colhendo as letras da sua
verdadeira concepção;

Vivo e conciso como o artesão
a talhar com as mãos sua obra
prima dando provas de sua
devoção em busca da perfeição
tão sonhada;

Incrédulo como o pecador que
desafia sua própria benevolência
duvidando de sua real existência;

Liberto como os amantes que
divagam sua essência moral em
prol do amor total...
 
Encíclica do amor total...

Epígrafes...

 
Quero voltar a me apaixonar de novo
queimar-me no fogo da lasciva
sedução;
Transbordar de emoção o vasto e finito
coração;
Reaver as epígrafes dos meus fúteis
momentos;
Sintetizando solidão que me rege
em constipados pensamentos;
Participar da mais pura sinceridade
para descobrir em mim o quanto
eu te amo de verdade...
 
Epígrafes...

Assim como...

 
Assim como...
 
Assim como:
As folhas caem no outono
as rosas florescem a cada primavera;

Assim como:
A lua ilumina a escuridão
gélida da noite, o sol irradia seu
calor a cada novo amanhecer;

Assim como:
O choro inunda o ser com
suas lágrimas complacentes,o riso
transborda a alma com sua alegria
presente;

Assim como:
A saudade se faz alusiva
na lembrança,a ausência reaviva como
um toda a esperança;

Assim como:
O ódio suplanta de um instante
de rancor,o perdão renasce de um
momento pleno de amor...
 
Assim como...

Vassalos de amor...

 
Deixo-vos em ti metade plena de mim
Outrora de um supremo gozo
Descarnado em rasgo de infinita paixão;

Deixo-vos em ti a vida contemplativa
Odes do milagre da finita concepção
Declamado em poesia nas vertentes
de teu ser;

Deixo-vos sob teu corpo as elegia
de meu calor
Vassalos constipados de fiel ardor
Transformando ínfimos sussurros
em versos de amor...
 
Vassalos de amor...

Para que chorar...

 
Para que chorar...
Se as lágrimas que caem não lavam minha tristeza
Se o meu pranto não absorve as inconstâncias do meu ser
Se minha memória não refuta as lembranças do querer
Se meu coração a tempos já deixou de bater.


Para que chorar...
Se o mundo não me deixa ver a magnitude de sua beleza
Se o presente se encarrega de apagar as marcas do passado
Se o tempo não é mais aliado de minhas certezas
Se meu amanhecer infinitamente permanece nublado.

Para que chorar...
Se o ar que necessito falta-me ao respirar
Se a minha vontade de viver se resume em morrer
Se a saudade materializa um vago relembrar
Se amor que reside em mim acabou de fenecer.

Para que chorar...
Se jamais voltarei a te amar...
 
Para que chorar...

O milagre da poesia...

 
O milagre da poesia...
 
Hoje procurei ditar minha emoção
para averbar o que sinto de
verdade em meu coração;
Tentei redigir as fulgências
ausentes do querer sobrepondo
as necessidades presentes em
meu ser;
Juntei as indagações reticentes
da mente traduzindo as parábolas
da minha vertente;
Criei subterfúgios para preencher
os recantos da minha alma vazia
e sem querer encontrei em mim o
milagre da poesia...

Á você que ensina-me o viver
e doa-me diariamente a essência
plena do seu saber...
 
O milagre da poesia...

Arcanjo Miguel