https://www.poetris.com/
Pablo Neruda : A tristeza
em 10/01/2009 19:10:00 (9664 leituras)
Pablo Neruda

Quando abri meus olhos para este mundo
e recebi sua luz, o movimento,
a comida, o amor, e toda palavra,
quem me diria que em todos os lugares
quebra o homem os acordos com a luz
constrói e continua com castigos.
A minha América à pedra do pesar
aprisionou turvamente os seus filhos
e sem cessar atormentou sua estirpe.

(In "Memorial de Isla Negra". Brasil: L&Pm, 2007)



**************************************************


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Links patrocinados

Visite também...