Textos -> Outros : 

A casa Assombrada

 
Tags:  casa assombrada  
 
Nota: Este texto foi elaborado por mim e pelas minhas amigas Ana e Adriana, espero que gostem...

Beatriz, Adriana e Ana eram da mesma turma. Acabou a aula de matemática e foram logo para a aula de física o professor, disse que iam fazer um acampamento.
Na semana seguinte partiram para a floresta negra, onde iniciaram a busca do lugar ideal para a montagem das tendas.
Mal encontraram o lugar, as três amigas afastaram-se um pouco do grupo.
Queriam conhecer o espaço…
Mais um bocado à frente encontraram uma pequena cabana. Bateram à porta…
- Truz…Truz…
Um homem já velhote abriu a porta…
As três amigas assustaram-se e fugiram pela floresta fora.
No dia seguinte ganharam coragem e voltaram a bater à porta…
-Truz… Truz…
Mas desta vez uma jovem atraente abriu-lhes a porta…
- O que desejam minhas queridas meninas?
- Somos novas aqui por isso queríamos conhecer a malta que aqui vive.
- Entrem acabei de fazer bolinhos de groselha.
- Bem, já que insiste…
Aquela casa estava repleta de coisas assustadoras: caveiras, caixões abertos com múmias lá dentro, monstros de borracha a sair da parede de pedra e madeira, uma cozinha muito vampiresca, um quintal cheio de estátuas de bruxas e fantasmas…
Era uma casa super assustadora sem dúvida.
No entanto as pessoas que lá viviam não eram nada assustadores eram amigos e simpáticos, a não ser o velhote que no dia passado lhes tinha aberto a porta, esse sim, era mais que assustador…
Entretanto bateram à porta…
- Truz… Truz…
- Acho que deve ser o meu pai.
- Olá Carla.
- Olá papá.
Então elas viram o velhote e gritaram bem alto:
- O velhote assustador.
O homem ao ouvir aquilo transformou-se num monstro e disse:
- Que a casa ganhe vida!!!
Mal ele pronunciou essas palavras a casa ficou maluca e todas as coisas assustadoras ganharam vida!!!
Nesse preciso momento Beatriz teve uma ideia brilhante…
- A casa ganhou vida e então também ganhou coração. Vamos tentar encontrá-lo e fazer um pequeno corte para a casa perder a vida.
No entanto Bea tinha razão se a casa ganhou vida era provável que ela tal como uma pessoa pudesse morrer.
No cimo da cabana encontrava-se um candeeiro gigante e dentro dele uma caixa de vidro.
Adriana e Ana avançaram para dentro da caixa enquanto Bea e Carla guardavam a porta.
Adriana encontrou o valioso e belo coração.
De repente o monstro apareceu lá com a tesoura.
Lá fora nas mãos de Bea apareceu inexplicavelmente uma espada.
Na espada dizia
- Usa-me para salvar o dia.
Ela entrou pela porta e fez o corte no coração tudo voltou ao normal.
Voltaram para o acampamento e receberam um prémio da câmara, por terem derrotado a casa.
Foi uma aventura inesquecível.




FIM








 
Autor
Beatriz Torres
 
Texto
Data
Leituras
3425
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 01/06/2008 21:15  Atualizado: 01/06/2008 21:15
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4092
 Re: A casa Assombrada
Olá Beatriz, Adriana e Ana,

Hoje é o vosso dia, Parabéns!

O vosso texto está muito bonito e tem muita imaginação.
A espada de que falam deve estar nas mãos das Crianças... só ela podem salvar os dias com as suas boas acções.

Bjs para as três Amigas