Luso-Poemas
Registe-se agora!     Login

Links patrocinados



Utilidades

Consultar

Outros

Quem está aqui

169 visitantes online (101 na seção: Poemas e Frases)

Lusuários: 6
Leitores: 163

cadso, Srimilton, TrabisDeMentia, sendoluzmaior, Sedutora, Anggela, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

« 1 2 (3) 4 5 6 ... 109 »
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Encurralado (Charles Bukowski)
bem, eles diziam que tudo terminaria assim: velho. o talento perdido. tateando às cegas em busc...
Enviado por AjAraujo
em 09/03/2014 14:49:06
Offline AjAraujo Poemas -> Amor Um poema de amor (Charles Bukowski)
todas as mulheres todos os beijos delas as formas variadas como amam e falam ...
Enviado por AjAraujo
em 09/03/2014 14:35:58
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Então queres ser um escritor? (Charles Bukowski)
Se não sai de ti a explodir apesar de tudo, não o faças. a menos que saia sem perguntar do teu ...
Enviado por AjAraujo
em 09/03/2014 14:25:23
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Ter medo? De quem terei? (Emily Dickinson)
Ter Medo? De quem terei? Não da Morte – quem é ela? O Porteiro de meu Pai Igualmente me atropel...
Enviado por AjAraujo
em 06/03/2014 11:23:20
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção A dor tem um elemento de vazio (Emily Dickinson)
A Dor - tem um Elemento de Vazio - Não se consegue lembrar De quando começou - ou se houve U...
Enviado por AjAraujo
em 06/03/2014 11:02:23
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Os instantes superiores da alma (Emily Dickinson)
Os instantes Superiores da Alma Acontecem-lhe - na solidão - Quando o amigo - e a ocasião Ter...
Enviado por AjAraujo
em 06/03/2014 10:52:12
Offline AjAraujo Poemas -> Amizade Amigos tenho, sem dúvida
Amigos eu tenho, sem dúvida Porém, às vezes, lamento a ausência Das vozes tão ternas, serenas F...
Enviado por AjAraujo
em 04/03/2014 11:48:36
Offline AjAraujo Textos -> Crítica Somos Todos Casos Excepcionais (Albert Camus)
Somos todos casos excepcionais. Todos queremos apelar de qualquer coisa! Cada qual exige ser ...
Enviado por AjAraujo
em 02/03/2014 14:00:08
Offline AjAraujo Textos -> Esperança A Busca da Felicidade ou do Sofrimento (Albert Camus)
O homem recusa o mundo tal como ele é, sem aceitar o eximir-se a esse mesmo m...
Enviado por AjAraujo
em 02/03/2014 13:48:45
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Cadernos III (Albert Camus)
«Oh se soubésseis crianças as trevas e o frio dos dias que hão-de vir.» e ainda: «Como é peno...
Enviado por AjAraujo
em 02/03/2014 13:36:41
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Confissão III (Ho Xuan Huong)
Seu barco solitário foi destinado a flutuar sem rumo pelo meio da correnteza, cansado, tristeme...
Enviado por AjAraujo
em 26/02/2014 01:04:37
Offline AjAraujo Poemas -> Alegria Paisagem de outono (Ho Xuan Huong)
Gota a gota a chuva bate nas folhas de bananeira. Louvo quem desenhou esta cena desoladora: ex...
Enviado por AjAraujo
em 26/02/2014 01:00:47
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Dois corpos (Octavio Paz)
Dois corpos frente a frente são às vezes duas ondas e a noite um oceano Dois...
Enviado por AjAraujo
em 25/02/2014 00:18:37
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Visitas (Octavio Paz)
Através da noite urbana de pedra e seca o campo entra no meu quarto. Estende b...
Enviado por AjAraujo
em 25/02/2014 00:10:44
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Água noturna (Octavio Paz)
A noite de olhos de cavalo que tremem na noite a noite de olhos de água no cam...
Enviado por AjAraujo
em 24/02/2014 23:59:32
Offline AjAraujo Poemas -> Sociais As Pessoas Sensíveis (Sophia Andresen)
As pessoas sensíveis não são capazes De matar galinhas Porém são capazes De comer galinhas ...
Enviado por AjAraujo
em 17/02/2014 10:09:27
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Com Fúria e Raiva (Sophia Andresen)
Com fúria e raiva acuso o demagogo E o seu capitalismo das palavras Pois é preciso saber que...
Enviado por AjAraujo
em 17/02/2014 10:01:26
Offline AjAraujo Poemas -> Sociais Esta Gente (Sophia Andresen)
Esta gente cujo rosto Às vezes luminoso E outras vezes tosco Ora me lembra escravos Ora me...
Enviado por AjAraujo
em 17/02/2014 09:55:50
Offline AjAraujo Textos -> Outros O Verdadeiro e o Falso (Albert Camus)
A primeira diligência do espírito é a de distinguir o que é verdadeiro do que é falso. No ent...
Enviado por AjAraujo
em 11/02/2014 10:28:56
Offline AjAraujo Textos -> Esperança Quando o Homem Quer - O mito de Sísifo (Albert Camus)
Sim, o homem é o seu próprio fim. E é o seu único fim. Se quer ser qualquer coisa, tem de ser n...
Enviado por AjAraujo
em 10/02/2014 17:40:12
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 109 »

Login

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...