Poemas, frases e mensagens de martacatalão

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de martacatalão

Uso as palavras como um vestido que cobre o corpo, um manto que me mima nos momentos de vaga memória

Intimidades

 
Nos dias em que a noite é o sol da manhã, parto para o limiar da escuridão ao encontro da luz, por cimentos descodificados nos sentimentos cinzelados, com a máquina na mão procuro vestígios das corridas do tempo. Gravo numa pasta que a ninguém vou mostrar.
 
Intimidades

Adormeçam a madrugada

 
Adormeçam
e deixem os sonhos
planar
na aurora que cedo chega,
com os raios de sol
queimados pelo tempo
que não se esgota
mas cansa
as ânsias de uma madrugada fria...
 
Adormeçam a madrugada

Não existência

 
Não há verdade
nem mentira
nem balança sem pendalo.
Não existe nada
para lá dos nadas
montes de palavras
sem espelho
refexos vazios
que se afundam
em tudo e por tudo!
 
Não existência

Usuário de palavras

 
Todas as palavras são palavras
mas nem todas devem ser usadas,
todas as linguagens
fazem parte do vocabolário.
o uso delas faz parte
do instinto de cada um em cada momento,
nos impulsos
revela-se a mente do usuário.
 
Usuário de palavras

Perdidos?

 
Saí por aí
uma madrugada nem fria nem quente
cruzei-me
com rostos
no escuro nada se define.
Os meus olhos pararam
quando umas barbas brancas
deitadas num canto
pareciam chorar...
Aproximei-me
alguém pouso a mão no ombro
"não se aproxime, é gente perdida"
olhei os dois e pensei
quem será o perdido?
 
Perdidos?

Intrusos

 
As portas abrem
fecham
caem
as janelas
nos arcos da velha
a história mais antiga
que o mundo desconhecido.

Tentar saltar as grades
arranham
paredes de cimento
desesperam
inventam e reinventam
pé ante pé
por detrás do pano.

Será que não conseguem ver
os bastidores também têm câmaras…
 
Intrusos

As pérolas

 
Um espaço aberto...
Limitado aos suberanos...

Livre!
Desde que seja nas mesmas páginas...

Grandes são os que falam alto!
Assim todos se voltam
para o som por instinto...

Estar no topo
é o real valor!

Chamar de lixo
as pérolas dos outros
para que o latão
do quintal seja o sol do mundo!
 
As pérolas

Eu estou confusa

 
Numa reflexão às escuras
procuro os rostos
escondidos
nas mascaras...
São tantas...
Entram pelo mesmo portal
em várias formas
com conteúdos
difusos...
Eu estou confusa!
 
Eu estou confusa

A razão das palavras

 
Se o pensamento existe
o pensador faz parte da existência.
Se a vida é um acaso
o destino
é traço obliquou da esfera
por onde as vestes se negam...
Se a poesia é mera utopia
porque razão nascem as palavras
em tantas vozes humanas!
 
A razão das palavras

De um qualquer

 
Serão castas as mulheres
que se escondem
no materno ser,
e no escuro dos dias
se enrolam
nos fenos ardidos
de um qualquer...
 
De um qualquer

Poesia

 
Quais são
os movimentos
certos da poesia,
a cortesia
emoção em forma de canção,
pedaços de palavras
palavras ajustadas
trabalhadas no vento
vento que as leva e as faz regressar...
Sem nada se deslocar.
 
Poesia

Cinzas

 
Voltei as costas
e o sol desceu matreiro
nos ombros acanhados
de um monte em cinzas...
Cinzas
bebidas pelo
laranja escaldante
de uma noite de Verão
que os meus olhos
nunca virão!
 
Cinzas

Adeus até já

 
Adeus
eu vou partir
vou para onde tenho espaço
mas volto para agradecer
a falta de espaço...

Adeus
até já
 
Adeus até já

Jardim do nada

 
O calor sopra
as vertinges do sol
calam a lua,
que chora nua
numa noite de Verão...
Era Agosto
e os dias vestiam
longos cabelos
num banco vazio
deitado no jardim do nada...
 
Jardim do nada

Náuseas

 
Tenho náuseas
quando encontro
puristas
incharmos de pecado,
fico ébria
sem conhecer
os limites da sátira
desumana onde a mentira
é o vasto campo em ascensão...

Servem-se iguarias
lambuzadas de fel
em frascos de mel
com produz no agricultor…

Resta o vómito!
 
Náuseas

Vulgar

 
Ouvi por aí
que as frases morreram
mas afinal
o final foi o mesmo
de tantas outras frases
que somente aguardam aplausos...

Junto dos pés tenho um livro
aquele que não li
porque o assunto
era tão banal
como as páginas que vejo aqui...

Vulgar
vulgar são os lugares
onde nada de novo se encontra...
 
Vulgar

Gritos

 
chorem os homens
deixem as mulheres em prantos
larguem as crianças
num abandono
sem lei
...gritem, gritem
em vozes que se escutem
para lá dos vidros escuros...
 
Gritos

Sentir a dor

 
A dor
não doí
sente-se
no âmago
do ser gente
 
Sentir a dor

Poesias inacabadas

 
Deixem as penas de pavão
e tragam as palavras
em formas diversas e em versos
para todos os conteúdos
no tamanho de cada um
em cada pedaço
em que os poemas se fazem enormes
pela imensidão
das presenças sempre inacabadas...
 
Poesias inacabadas

Pecado e engano

 
O pecado é um dado
quadrado
onde a esfera
é a fera
que dilui
os poros da pele,
enrola-se no corpo
como serpente
e solta veneno
na língua em engano...
 
Pecado e engano

Do livro: Pobreza e miséria em visões...edição brevemente