Poemas : 

Desembalar

 

Quantas vezes te chamam com cuidado?
Há quanto tempo dormes?
Desperta devagarinho,
Desse sono que manténs.

Sussurramos incentivos,
Murmuramos caminhos...
Há tanto que dormes.
Desperta devagarinho.

Começa nos primeiros segundos...
Segundo a segundo se faz o minuto
Depois o tempo acelera
... que nos consome a espera.

Conta com recepção, amor, vida;
Uma vida vivida por ti,
A tua, única vida
Particular, como todas as outras possíveis,
Essas são inverosímeis.

13/10/2009
 
Autor
Hugo Cabelo
 
Texto
Data
Leituras
668
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Radiante
Publicado: 18/10/2009 17:01  Atualizado: 18/10/2009 17:01
Da casa!
Usuário desde: 15/09/2009
Localidade: SP/ Brasil
Mensagens: 209
 Re: Desembalar
Talvez perdamos tempos demais dormindo,
um tempo que não temos, de fato.
Reflexivo texto.


gracias.