https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Céu dos poetas

 
Tags:  dor    agonia    ssofrimento  
 
Open in new window


Céu dos poetas

Almas tão tristes, ansiosas e indiscretas
Vivem no mundo cheias de sofrimentos
São as almas dos melancólicos poetas
Que jamais alcançarão os seus intentos

Quais as dores e as emoções tão secretas
Que lhes maltratam tanto e desconsolam
Que agonias tão titânicas serão estas
Que as suas vontades nunca decolam

Nesta terra que andam sempre indecisas
Quem lhes contenta é somente as brisas
Ante aos vendavais que têm como metas

A esperança é que em uma nova vida
Por pagamento terão como guarida
Um bom lugar destinado só aos poetas.

jnd/Maringá, 20.10.09




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
736
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/10/2009 23:12  Atualizado: 20/10/2009 23:12
 Re: Céu dos poetas
...EU ESPERO ESTAR LÁ, MESMO SENDO
UM APRENDIZ.

GOSTEI.

pm.