https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

O que eu queria...

 
Tags:  esperança    destino    livro    cerveja    raiz    mapa    atalho  
 
O que eu queria mesmo na vida...

Era um simples atalho...
Que me guiasse ao monte,
Onde sentisse orvalho,
Onde enxergasse horizonte!

Um simples destino...
Que me levasse aos caminhos,
Aqueles que eu até imagino,
Aqueles dos teus carinhos!

O que eu queria mesmo na vida...

Era uma raiz mais profunda...
Que a chuva não arrancasse...
Ser mesmo primeira, não segunda,
A única que te completasse!

Uma cerveja sempre gelada...
Que não findasse o gosto da ilusão,
Ouvindo sempre a canção: És amada!
Aquela que escrevestes com paixão!

O que eu queria mesmo na vida ...

Era escrever um livro e bolar a capa,
Contando esperiência mesmo comum!
Desta vida, não pular nenhuma etapa,
Até as que não há personagem algum!

Era ter o mapa dos sonhos de criança,
Mapa da mina, tesouros de ouro!
Véus que vestem minha lembrança,
E dividem com você esperança no futuro!

08/01/2010


Van

 
Autor
vanriz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
921
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 08/01/2010 21:16  Atualizado: 08/01/2010 21:16
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: O que eu queria...
A esperança nunca se deve perder. Persegue o teu sonho, não o deixes diluir no tempo e no espaço...

Lindo!

Beijinhos

Gil


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/01/2010 21:29  Atualizado: 08/01/2010 21:29
 Re: O que eu queria...
Ola Van

O que eu queria mesmo

Era que escrevesses sempre assim
Deixar o futuro que a Deus pertence
Escrever a esperança que não anoitece
Num amor supremo e infinito de ti

Beijo azul


Enviado por Tópico
malgaxe
Publicado: 08/01/2010 21:42  Atualizado: 08/01/2010 21:42
Participativo
Usuário desde: 10/05/2009
Localidade:
Mensagens: 25
 Re: O que eu queria...
São tantos nossos desejos, tantas diferenças que gostariamos de diminuir em nossos caminhos, que em muitas vezes nos esquecemos que não estamos sozinhos no mundo, e que o oposto existe para muitas coisas. Mas há uma coisa, um sentimento que o oposto não existe que é o amor verdadeiro, então nele e só nele há a possibilidade de mudarmos a natureza do que nos cerca, com o respaldo da esperança e da fé, e da inseparável aquiescência da cara metade.

beijos