https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

Crédulos

 
Tags:  poesia    duvida    interrogação  
 
Penso nas flores que o vento
sopra
e doem-me as vozes
que acordam o silêncio!

Observo os barcos que o mar
embala
e adormeço na planura
dum sonho imperfeito!

Escolho as palavras ditas
para falar de amor
e perco-me na ausência
das silabas interditas!

Sinto o vento que o mar
enerva
e semeio de vagas
os projectos que desaguam
no mar da palha!

Quantas gaivotas
voarão ainda sobre o sorriso
dos crédulos?

PC


Escrever é uma forma de estar vivo!
Paulo César

 
Autor
PauloCésar
 
Texto
Data
Leituras
884
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/02/2010 00:54  Atualizado: 21/02/2010 00:54
 Re: Crédulos
Inúmeras..isso que é trsite. O sofrimentoretarda a chegada dos urubus. Abraços!