https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 »
Offline
PauloCésar
RETORNO...
A viagem foi longa… Andei por onde o tempo me pediu que fosse, mas voltei como se este lugar foss...
Enviado por PauloCésar
em 27/04/2021 13:14:07
Offline
PauloCésar
DA TERRA, DO CÉU, DO MAR E DO AMOR - II
II Os pensamentos peregrinam nas silenciosas vertentes das serranias, quando a tarde vai alta, ...
Enviado por PauloCésar
em 03/05/2014 21:52:39
Offline
PauloCésar
DA TERRA, DO CÉU, DO MAR E DO AMOR - I
I As inquietações que sinto chamam as gaivotas, que vigiam o mar, que se eriça, contra as fragas...
Enviado por PauloCésar
em 26/04/2014 22:59:31
Offline
PauloCésar
Sopro de beijos
Se os meus beijos te doem como a chuva de verão, Acorda-me ao raiar d’aurora e sopra para longe ...
Enviado por PauloCésar
em 04/07/2012 22:36:15
Offline
PauloCésar
Soneto transfigurado
No chão prostrado, um passo em falso Um grito nu, um adeus medonho E um navio fantasma navegando...
Enviado por PauloCésar
em 11/02/2012 22:26:28
Offline
PauloCésar
Fosses tu...
fosses tu a estrela mais pequenina do firmamento e arranjaria um modo de chegar tão perto que me...
Enviado por PauloCésar
em 09/02/2012 14:00:22
Offline
PauloCésar
O meu modo de ser... feliz!
Não sinto nenhuma vontade de ser feliz, Apenas me apetece… Beber a água pura e fresca em todas a...
Enviado por PauloCésar
em 06/02/2012 21:30:08
Offline
PauloCésar
Adeus!
Digo do mesmo modo as coisas ditas por outras palavras: - O medo apavora-me e a dúvida inquina o...
Enviado por PauloCésar
em 06/02/2012 21:24:57
Offline
PauloCésar
O sonho, ainda!
repetido, o sonho permanece resoluto, teimando ser estrada para o futuro! rasga as portadas, as...
Enviado por PauloCésar
em 06/02/2012 21:19:36
Offline
PauloCésar
REGULAMENTO DO RELACIONAMENTO (im)POSSÍVEL
1º - Todos são obrigados a ser iguais a si mesmos e a usar de todas e qualidades e defeitos sem q...
Enviado por PauloCésar
em 16/01/2012 22:30:13
Offline
PauloCésar
O sítio da acácia
No lugar onde aprendi a dizer o teu nome Abri um buraco fundo e plantei uma acácia, Que cresceu...
Enviado por PauloCésar
em 16/01/2012 09:58:58
Offline
PauloCésar
Tu eu
Tudo o que sabes de mim Transparece das minhas palavras Inodoras Dos meus silêncios afogueados E...
Enviado por PauloCésar
em 16/01/2012 09:55:28
Offline
PauloCésar
O poder do silêncio
Estou certo que alguem terá dito, algum dia, em algum lugar: - Se a tua opinião fizer alguém sen...
Enviado por PauloCésar
em 13/01/2012 11:15:15
Offline
PauloCésar
Este Regulamento, não!
ESTE REGULAMENTO, NÃO, OBRIGADO!
Enviado por PauloCésar
em 06/01/2012 19:17:59
Offline
PauloCésar
Aos amigos, o obrigado que não sei dizer...
Sei como se escreve e como se sente… Sei que é bom saber que nos escutam Mesmo quando não fal...
Enviado por PauloCésar
em 18/11/2011 17:01:12
Offline
PauloCésar
Sem abrigo
Sombra entre sombras Abandono que interpela Homem… Quando? 27.out.2011
Enviado por PauloCésar
em 18/11/2011 16:45:39
Offline
PauloCésar
Poema com sorrisos e outras coisas boas
* * * * * * * * * * Se um dia me apetecer, e se a tanto a inspiração me ajudar, vou escrever ...
Enviado por PauloCésar
em 12/11/2011 23:48:05
Offline
PauloCésar
Assombros de quem se busca
A ressonância vocifera no meu peito! Grito o tempo e o modo Expludo Alcanço longe a distância e...
Enviado por PauloCésar
em 11/11/2011 13:54:59
Offline
PauloCésar
Querendo eu posso ir além... (Sextina 001)
Descobri, através de um amigo, noutra Rede, esta modalidade de composição poética, que acho muit...
Enviado por PauloCésar
em 11/09/2011 20:25:02
Offline
PauloCésar
Carta a meu pai...
Ontem, tinhas o olhar de ver muito além E levavas pela mão este, que era quase ningué...
Enviado por PauloCésar
em 01/08/2011 13:59:54
(1) 2 3 »