https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Descompressão

 
Respiro profundamente
O peito se me abre
Pelo acto terapêutico

Repito
Enchendo o peito de ar
E alguns segundos depois
Desfaço esse volumoso ganho

Então
Restauro-me na sensação
Fito tudo o que me envolve
E descomprimo

Ai
Este ar que não vejo
Este respirar que só sinto
E me demora

Na resistência

No único sentido
Desta vivência

No sublime respirar
Desta fragrância

Afinal
A vida é bela


António MR Martins

2010.04.09


António MR Martins
Tem 12 livros editados. O último título "Juízos na noite", colecção Entre Versos, coordenada por Maria Antonieta Oliveira, In-Finita, 2019.
Membro do GPA-Grupo Poético de Aveiro
Sócio n.º 1227 da APE - Associação Portugues...

 
Autor
António MR Martins
 
Texto
Data
Leituras
496
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Xavier_Zarco
Publicado: 09/04/2010 18:08  Atualizado: 09/04/2010 18:08
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2008
Localidade:
Mensagens: 2253
 Re: Descompressão
Camarada,
E de facto é mesmo bela a vida, sobretudo quando a queremos bela, tal como no filme. Há que respirar, aprender a respirar, esse "respirar que só sinto / e se demora".
Um abraço
Xavier Zarco

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 21:17  Atualizado: 09/04/2010 21:17
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: Descompressão para antóniomartins
a vida é bela,os homens é que dão cabo dela.rs.

deixa lá ver se também cheiro...mmmm.devo estar com o nariz entupido.alergias.isto passa...eheheh.

beijinho,antónio!gostei de te ler.
alex