https://www.poetris.com/
 
Textos -> Amor : 

As palavras que sempre te direi...

 
Livres no pensamento são todos os que puderem assimilar a verdade da única sílaba tónica que sem poder acentuar palavras, se desprende de um voo lento para cair nas correntes fortes de um rio. Na verdade, serão únicas, as várias tonificações das palavras que se encolhem e se preparam para novos voos mais profundos. Lá, estaremos nós para as acolher nas suas verdades, nos seus propósitos de serem fontes inesgotáveis, enquanto mantivermos esta força única de um ponto. Viver além da dor, é sentir no corpo esta força viva, pronta para desflorar num pensamento pontificado. Será ele que nos leva para um local desprotegido, se não mantivermos a ligação à chama que sempre se mantém acesa, para dela recebermos todos os ingredientes que necessitamos e deixarmos a vida passar, sem dela fazermos grande aparato. Ter presente na nossa mente, que há nós que se desatam e outros que se assemelham a formas continuadas e enroladas à nossa cintura, é sabermos igualar os gestos de um corpo.

Quero muito ser livre, quero muito encontrar-te nessa tua realidade, quero que tudo o que venha desse ponto minúsculo, se mantenha como rastilho na minha mente. Preciso dessa leveza solta nas minhas ideias, para que te possa sentir a viajar por todas as artérias que transportam as correntes sanguíneas do meu corpo. Sem isso nada poderei dizer-te porque não te sinto certeza na minha verdade, nem verdade na minha realidade. Vejo-te eu, sem saber de mim, sinto-me tu sem saber de ti, e não aguento esta dor perfilada no meu pensamento quando te penso solto(a) por aí. Gostava de poder deixar-te ir, mas não estou ainda preparada para essa verdade que já existe desde que nasci. Este medo, esta loucura presente, esta lucidez inconsequente, que me transforma anulando-me por completo, são o cárcere onde habito, se não souber encontrar o ponto fulcral onde tive início. Preciso saber-me na cor deste espaço fechado, encontrar-me com esta solidão e questioná-la sobre as nossas mais exactas verdades, num momento expandido nos nossos corpos, compostos por fragrâncias, fiéis depositárias de novos conhecimentos da vida, por detrás de vidas. Sei que há um deles que só eu poderei conhecer, se dele me aproximar no preciso momento em que souber deixá-lo ir.

Serei sempre aquela que te disse um dia de um amor presente, de uma dor constante, de uma vida que sem ser vida num instante, é aquela que escolhi para te dizer de mim. Viverás nesse encolher de ombros, ou nessa expansão dos gestos, sempre que quiseres lançar para a atmosfera, um sentimento que nada te diz, e eu feliz por assim ser, voo junto e fico sentada à tua espera, porque sei que um dia chegarás lá, nesse ponto minúsculo, mas gigante na leveza de um olhar feliz. Esse não terá cor, nem te trará o sol, nem a lua nem tão pouco as estrelas, mas tão só, a vida que escolhi para mim, quando te disser:

AMOR – a única palavra que me faz viver em liberdade, em busca da harmonia de um corpo que se abrirá sempre, e fará de todas as estações, a Primavera dos Tempos. A única palavra que transformará as minhas ideias, num sentimento capaz de te dizer que te AMO, quando conseguir fazer-te a saudação de dentro da minha solidão e te disser que a chama que me alimenta, vem de ti, porque nela fiz nascer esta paixão que sempre me acompanha, tonificando todos os pontos que já começam a formar novos traços, na composição aquosa do meu corpo.

MEDO – a única palavra que me faz querer, sem saber o quê, por não poder ter o que não me pertence. Sentir que este sentimento que me alimenta, é composto por partículas desagregadas de um todo que nos uniu, mas que, também elas, por se terem perdido, criam este efeito paralisador, alternado com o pensamento. Não te quero(a) perdido(a) por aí, porque para me sentir bem, terei que saber de ti. Fica então neste patamar onde guardo todos os meus segredos, mas não sejas segredo para mim, porque não quero perder-me quando pensar em te procurar.



<object width="480" height="385"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/S1CWjz1ZNz4& ... t;</param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/S1CWjz1ZNz4& ... n/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="480" height="385"></embed></object>
 
Autor
ÔNIX
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2770
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
68 pontos
20
0
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 07/06/2010 17:55  Atualizado: 07/06/2010 17:55
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: As palavras que sempre te direi...
É impossível um texto como este deixar indiferente quem gosta de facto
de literatura, da expressão simples e metafórica do que a alma desenha através das palavras que se vão soltando, quando a escrevemos.
Muito bom texto. Parabéns ônix.
Beijo
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 07/06/2010 18:35  Atualizado: 07/06/2010 18:35
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: As palavras que sempre te direi...
!!!! Muita admiração por este escrito. Queria só deixar os pontos, para não estragar este escrito e este momento de leitura, mas eles até podem dizer outra coisa e não quero que digam outra coisa. Muita admiração!!!!
Um beijo de enorme admiração, Matilde.


Enviado por Tópico
saozinha
Publicado: 07/06/2010 22:08  Atualizado: 07/06/2010 22:08
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1606
 Re: As palavras que sempre te direi...
Dolores.

É por isto que gosto sempre de visitar esta pagina.

Beijo


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 07/06/2010 22:19  Atualizado: 07/06/2010 22:19
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: As palavras que sempre te direi...
Olá Dolores,

apenas levanto-me e aplaudo.

beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/06/2010 22:23  Atualizado: 07/06/2010 22:23
 Re: As palavras que sempre te direi...
Dolores, o que li e senti neste texto foi um mundo todo.
beijo


Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 08/06/2010 01:13  Atualizado: 08/06/2010 01:13
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 670
 Re: As palavras que sempre te direi...
Riqueza de construção poética que arranha a minha sensibilidade até ao sangue, mas que me sinto pobre em acompanhar no seu humaníssimo voo.
Vale a pena visitar esta página.

O meu abraço
antonius


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 09/06/2010 00:35  Atualizado: 09/06/2010 00:35
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8222
 Re: As palavras que sempre te direi...
Matilde nem sei o que dizer, tão fundo senti as tuas palavras. Só isto.
Um beijo grande


Enviado por Tópico
mariamateus
Publicado: 10/06/2010 00:12  Atualizado: 10/06/2010 00:14
Da casa!
Usuário desde: 16/04/2009
Localidade: Vila Nova de Gaia..Porto
Mensagens: 452
 Re: As palavras que sempre te direi...
ÔNIX Querida


Que saudades tinha desta tua forma de escrita!

única! muito tua, sentida, perfeita!

Sublime!!!! A musica também é espectacular!

Beijo de-luz da tua fã,
e amiga!

mm


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/06/2010 11:38  Atualizado: 10/06/2010 11:38
 Re: As palavras que sempre te direi...
Este texto mergulhou dentro de mim, voltou e voltou a mergulhar...
Apenas sinto um esvaimento de sangue de alma.
Sublime!
bjs
nuno


Enviado por Tópico
Sentimentalmente
Publicado: 10/06/2010 11:56  Atualizado: 10/06/2010 11:56
Participativo
Usuário desde: 28/04/2010
Localidade:
Mensagens: 23
 Re: As palavras que sempre te direi...
As palavras que sempre te direi...

Estas palavras...ecoam...ecoam...ecoam...

Maravilhoso Ônix

Beijo
Nuno