https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Minha razão incondicional

 
 
Minha razão incondicional
 
Essa proibição que mais me afasta
Da verdadeira valorização.
A multidão ignorante que contrasta
Contra minha individual razão

Que ainda que sozinha..., verdadeira!
Pois esse só é mais correcto que tudo.
Críticas feitas de qualquer maneira
Mas que ainda assim, não me deixam mudo.

E mesmo que seja preciso o grito,
Ou outra forma mais, para a expressão...
Na minha poesia eu acredito!

Assim permanecendo, mas não aflito,
Meu ego alto em superiorização,
Nunca inconsciente quando medito.

António Botelho


Há muito que meus tons melódicos poéticos não se gesticulam em escrita ou sapiência mental, pois eis que o amor chegou e a poesia abafou...

 
Autor
antóniobotelho
 
Texto
Data
Leituras
619
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.