https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

a música

 
parte em parte o cavaleiro andante
parte em parte parte da estrada

o cavalgar distante
a menina dos olhos
e o cabelo volante
da donzela amada

parte em parte a cantiga de amigo
parte em parte a cantiga de amor

mas fica para sempre
e fica comigo
a música do trovador.


cruz mendes

 
Autor
Alexis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1343
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
22
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 18/08/2010 00:06  Atualizado: 18/08/2010 00:06
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: a música
Este é maravilhoso.Tenho que levá-lo comigo também

Karla Bardanza


Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 18/08/2010 00:13  Atualizado: 18/08/2010 00:17
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: a música
As partidas nunca são inteiras, infelizmente, pelo menos eu acho! rs

Abç poeta


PS. 1. Não quis fazer trocadilhos indecentes com "as partidas não serem inteiras" - agora que percebi.
2. Ontem não fugi não - o teu comentário, lembra?


Enviado por Tópico
AuroraRosado
Publicado: 18/08/2010 00:22  Atualizado: 18/08/2010 00:22
Colaborador
Usuário desde: 18/03/2010
Localidade:
Mensagens: 623
 Re: a música
E a música ficou mesmo! Belo poema, com cheirinho a fantasia e à poesia tradicional.

Bj


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/08/2010 00:29  Atualizado: 18/08/2010 00:29
 Re: a música
tenho que te dizer uma coisa. coisa pouca.
não será demasiado dizer que és, nesta altura, a grande impulsionadora deste site, enquanto poeta!
estás cada dia melhor e eu louvo isso.

grande beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/08/2010 00:35  Atualizado: 18/08/2010 00:46
 Re: a música
Alexandra, cada um tem a sua música dentro de si, e para que ela se manifeste não é imprescindível tocar instrumento algum - acredite em mim - um exemplo claro é seu poema. não é música só por que é 'a música'. o é por que se sente a melodia entranhada em todos os versos. bom, isto é; ao meu olhar, felizmente sei alguma coisa de música, e eu escutei-a aqui.

um beijo e afetuoso abraço, poetisa.

zésilveira


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 18/08/2010 00:36  Atualizado: 18/08/2010 00:36
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8223
 Re: a música
de facto está um poema muito lindo, e nada a ver com o meu lindo poema, rsrs
um poema muito especial do princípio ao fim, até na inovação da poesia trovadoresca.
e sim, concordo com o Antero, és a grande impulsionadora do site em termos de qualidade e presença.
beijo




Enviado por Tópico
amandu
Publicado: 18/08/2010 00:42  Atualizado: 18/08/2010 00:43
Colaborador
Usuário desde: 24/03/2008
Localidade: LISBOA
Mensagens: 3651
 Re: a música
O SEMPRE VULGAR TAMBÉM. O AMOR MAIS DISTANTE. E AMAR É DESSE MAR.
POESIA BONITA E VER É BOM DE SER.
ABRAÇO ALEXIS
AMANDU


Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 18/08/2010 01:09  Atualizado: 18/08/2010 01:11
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 670
 Re: a música
Tangeu as cordas da minha sensibilidade no seu devaneio musical. É das artes aquela que algum dia (alguns dias) me emocionaram.
Retrogradar no tempo até às Eras trovadorescas é ir beber da mais deliciosa (ainda que ingénua) fonte musical. Não será já bem dos trovadores, mas estou a escutar pela imaginação «ai linda amiga». Como está a valer a pena!
Obrigado pela oportunidade.
O meu abraço
Antonius
(beijinho Olema)


Enviado por Tópico
MelMartins
Publicado: 18/08/2010 01:16  Atualizado: 18/08/2010 01:16
Colaborador
Usuário desde: 02/06/2010
Localidade:
Mensagens: 941
 Re: a música
Parabéns Alexis, belíssimo poema!

Beijinho

Alice Barros


Enviado por Tópico
Ibernise
Publicado: 21/08/2010 15:33  Atualizado: 21/08/2010 15:33
Colaborador
Usuário desde: 04/10/2007
Localidade: Indiara(GO)
Mensagens: 1460
 Re: a música
Alexis querida

Parabéns pelo excelente resultado.Poema marcante, pela simplicidade dos versos e pureza do ritmo. Uma ternura casta que nos ofertas. Já está nas 7 virtudes.
Beijo amiga.

Saudades.

Ibernise