https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Equilíbrio

 
Tags:  vida    eu    queda  
 
Open in new window



Gritam-me vozes do asfalto
gritam enquanto me pisoteiam
de salto alto
sou uma passarela
de aquarela
onde me diluo
neste céu azul cobalto.

sou equilibrista
(queria ser turista!)
sem rede,
em pleno salto!!!!

Caindo...





caindo....







ca







indo...





lá do alto!


Ana Lyra

 
Autor
anakosby
Autor
 
Texto
Data
Leituras
829
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 27/09/2010 21:03  Atualizado: 27/09/2010 21:03
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 3682
 Re: Equilíbrio
Por que caindo
Quando poderia ser
cá vindo?
(ADOREI)

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 27/09/2010 22:34  Atualizado: 27/09/2010 22:34
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Equilíbrio
E é neste equilíbrio louco que levamos nossos dias, sempre procurando ou escolhendo um caminho diferente que seja um pouco melhor que o já andado, o que nem sempre acontece.
Linda Poetiza prazer na leitura.

Fica bem, beijinho

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/09/2010 23:12  Atualizado: 27/09/2010 23:15
 Re: Equilíbrio
esse grito é tão diáfano que nos faz pensar que vale qualquer risco quando a queda realmente é necessária... lindo.

um beijo e afetuoso abraço, Ana.

zésilveira

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/09/2010 02:15  Atualizado: 28/09/2010 02:15
 Re: Equilíbrio
Ana,amiga querida! Muito bem bolado o teu poema...Então que tal você vir cá indo aqui pro Rio? Vamos recitar lá no Leme os nossos poemas, curtir a praia, jogar conversa fora, e brindar a dionísio?

beijosssssssssssssssssssssss

Boa noite!!!!!

Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 28/09/2010 02:32  Atualizado: 28/09/2010 02:32
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: Equilíbrio
Uma passarela que está embaixo e em cima / Um equilibrista que é a corda e o artista / Cai - a perder de vista - sobre o chão do próprio corpo...

bjss