https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Pedido

 
Tags:  vida    encanto    monge  
 
Pedido

Morto estarei quando estiveres longe
Sem ouvir a sua voz, será o meu fim
Por enquanto estou só como monge
Pois tão pouco já te lembras de mim

E na triste hora que chegar meu fim
Por favor, não coloques o teu luto
Não derrames tuas lágrimas por mim
E nem percas em tua vida um minuto

Pois sabe que estar longe é castigo
E já que não queres continuar comigo
Respeita pelo menos este meu pedido

Porque estar longe do teu convívio
A morte para mim será um alívio
Já que este encanto estará perdido.

jmd/Maringá, 15.11.10


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
523
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.