https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

NO LIMITE EXTREMO DO CÉU

 
Tags:  perdão    culpa    pena    redenção  
 


Gê Muniz

NO LIMITE EXTREMO DO CÉU


Paisagens encardidas dos canteiros de marginais sem fim. As buzinas empedernidas em cima em cima em cima de mim (logo em seguida os carros que estacionam em fila dupla). Vejo os meninos rindo. Meninos amigos, em bando. Estão brincando, lindos, ladinos, na saída da escola. No outro canto da rua o cachorro magro (puro osso) fuça, revira a boca do lixo. À minha frente um ônibus acelera e quase atropela a senhora idosa, velha morosa de andador(lerdeza que me acelera uma qualquer dor). É sempre uma nauseante droga. O que é esse maldito sentimento hipócrita de culpa, por nada e em relação a tudo... Fustigo furtar o castigo por uma redenção maluca, um escape consciente desta fuga quando a percebo já intrusa. Por esforço, lembro-me de mim, bem presente ali, olhos abertos e mente, a sentir-me livre de erros. Estou bem vivo, desnudo de sonhos vis ou placebos. E, me dou a mim, de novo. E me perdôo. Enfim, sobrevôo todo o escolho bem lá do alto. Plaino o campo de guerra desses falsos dilemas já sem essa casca oca da estúpida piedade e escalo os tons do meu próprio azul, pleno, até os limites extremos do meu céu.
 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1379
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
12
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/12/2010 22:08  Atualizado: 01/12/2010 22:08
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉU
Ola Ge, es um homem com uma alma sensivel; coisa de poeta..rs! Gostei de ler. Um abraco!


Enviado por Tópico
MelMartins
Publicado: 01/12/2010 22:16  Atualizado: 01/12/2010 22:16
Colaborador
Usuário desde: 02/06/2010
Localidade:
Mensagens: 941
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉUP/GeMuniz
Olhar sensível sobre a humanidade querido amigo.

Belo poema.

Beijos

Alice Barros


Enviado por Tópico
anakosby
Publicado: 02/12/2010 00:22  Atualizado: 02/12/2010 00:23
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2010
Localidade: Torres
Mensagens: 1739
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉU
Vôo em teu céu abraço espaço
vivo a vida em véu
escasso laço
que me planta à realidade
que me encanta sem saciedade
viver é tão vão
e vil é o sentido
nos rostos à contramão
presos em cada umbigo
e assim, planadores
ao ar das dores e do desasossego
somos todos apenas atores
neste mundo de amor e medo.

Mas ainda insisto em viver
ainda sinto que morrer é cedo.


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 02/12/2010 00:24  Atualizado: 02/12/2010 00:24
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉU
Amigo Poeta
Gê!

Eu acho que faz parte do ser humano ter um pouco de sensibilidade até mesmo para saber lidar com os outros. Não acho oca a piedade, é sinal que tem um coração.
Não sei se entendi bem.
Gostei de ler!
Bjo no coração
♫Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/12/2010 01:10  Atualizado: 02/12/2010 01:10
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉU
Eu gosto muito da forma como escreves, visualizei as cenas, há revoltas que sempre sobrevoam nosso céu.

beijãooo.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 02/12/2010 01:35  Atualizado: 02/12/2010 01:35
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: LIMITE EXTREMO DO CÉU
fico me peguntando até onde o céu vai...gostei e gostei. bjs pra ti