https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

DO BECO DOS OSSOS

 
Do beco saiu
um cão mendigo perdido perdido
procurando um osso
e um moço outro moço
correram pró cão
deram-lhe a mão e formaram um trio.

Os moços dois moços
foram aos ossos pró cão irmão
mas perto a noite veio a noite
e os moços dois moços
na noite que é açoite
não encontraram ossos.

E o cão ladrava ladrava gania
os moços dois moços
olhavam olhavam
olharam e pediram
do próprio corpo os ossos
porque o cão morria morria morria.
Morreram os moços.
O cão renascia prá busca dos ossos.

Fernando Manuel Pereira
sempreemluta.nireblog.com


Open in new window

 
Autor
Fernando M. Pereira
 
Texto
Data
Leituras
599
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 02/09/2007 00:56  Atualizado: 02/09/2007 00:56
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14977
 Re: DO BECO DOS OSSOS p/ Fernando M. Pereira
Olá poeta

Muito mais muito interessante
este teu poema...Adorei...


beijinhos no coração