Poemas : 

Despertador

 
Nos últimos dois anos, o meu despertador
Toca, invariavelmente, às seis.
Antes disso, queixava-me da falta de espaço
Numa cama demasiado pequena.
Não mais o faço
Porque, agora, tudo na minha vida
Parece enorme.
Acordo cedo, se as noites estão
Cada vez mais longas…
E quero que terminem sem delongas.

Percebi tarde demais que, só podemos
Dar-nos ao luxo de permanecer na cama,
Quando já temos o que pretendemos.
Se o deixamos fugir, a incerteza do futuro
E a lembrança do passado
São um fardo excessivamente pesado
Para transportar no escuro.
Voltei a dormir com a luz acesa…
Porque temo os fantasmas
Da minha dureza.

Ainda que continue infeliz,
Preciso de um perdão sério e sentido,
Caso contrário, a inquietude
Com que tenho dormido
Perseguir-me-á, amiúde.

Ah… Se eu tivesse despertado para a vida
Antes do anoitecer,
Quando tudo era claro,
O Mundo perfeito e diminuto
O medo de adormecer…

 
Autor
AngeloP
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1426
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
FungosAstrais
Publicado: 19/12/2010 02:35  Atualizado: 19/12/2010 02:35
Super Participativo
Usuário desde: 04/12/2010
Localidade: Terra Brasilis
Mensagens: 111
 Re: Despertador
vamos arrebentar todos os despertadores. eu ajudo.

Enviado por Tópico
AngeloP
Publicado: 20/12/2010 03:09  Atualizado: 20/12/2010 03:09
Novo Membro
Usuário desde: 29/12/2009
Localidade:
Mensagens: 10
 Re: Despertador
=)