https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Fim sem fim

 
Escarpa.
.
A estrutura leve embala um ponto.
A corda gelada sufoca o extremo.
A pálpebra funde o mar.
.
Térreo.
.
Bombeia o sangue nublado.
Bravo silêncio nas vielas.
Brusco grito para a multidão.
.
Ocaso.
.
Límpido retrato de ondas desviadas.
Líquido aspersor de fantasia
Lua de encanto na sombra da alma.
.
Retrato.
.
Vento em vão cometido.
Vespertino aroma de mágoa.
Vácuo trucidado nos lábios feridos.
.
Fim sem fim.

 
Autor
rainbowsky
 
Texto
Data
Leituras
498
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/01/2011 21:23  Atualizado: 07/01/2011 21:23
 Re: Fim sem fim
Belo! Bem composto, eivado de beleza surreal e imagético. Parabéns, poeta!

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 07/01/2011 23:10  Atualizado: 07/01/2011 23:10
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: Fim sem fim
Sim, belíssimo poema!

Parabéns,

Edilson