https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

CANTIGA DO AMOR AUSENTE

 
Tags:  saudade  
 
CANTIGA DO AMOR AUSENTE
 
Com certa freqüência,
e alguma evidência,
um como que eflúvio,
um fluido anormal,
comove-me inteiro;
sugere-me o cheiro
do teu corpo astral.

Me faz ver que espaços
e tempos se fundem
nas coordenadas
do plano sidéreo.
Que nós que provimos
do Grande Mistério,
da Luz Racional,
também convergimos
ao vértice dessa
Energia Total.

Traduz que uma vida
é estrela incendida
na concha do ser.
Sussurra, de leve:
“Se o sonho foi breve,
infindo é o viver..."

Ah, terno arrepio,
que faz tanto bem!...
Eu sei quando o sinto:
é tua alma que vem,
que vem e me envolve,
me enleva, me abraça,
me beija do Além...


Sergio de Sersank
Visitem meu blog literário "Estado de Espírito"
http://sersank.blogspot.com

Poema de Sersank (Livro "Estado de Espírito"
 
Autor
Sergio de Sersank
 
Texto
Data
Leituras
1540
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.