https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Relógio Mudo

 
Que malfadada tragédia
Esta da rua sem flores,
Onde não eram nem irmãos
Nem vistos nem achados
Aqueles que davam as mãos
Para lá das horas que o relógio dava...

Chama-me futuro que eu gosto!
Um dia vou-te chamar passado
E tu não me chateias...
Deitamo-nos fora
E um tempo depois
Passou demasiado tempo
Para ser hora
De falar de nós dois!

Que bela hora essa,
A do relógio mudo.
Esse nunca me acordou,
E bem gritou!
Mas o surdo nunca ouviu...

 
Autor
AntonioCarvalho
 
Texto
Data
Leituras
618
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/06/2011 02:54  Atualizado: 13/06/2011 02:54
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29440
 Re: Relógio Mudo
POEMA QUE ESTA UMA MARAVILHA DEIXO MEU ABRAÇO