https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Amor Cruel

 
Tags:  triste    amor.    impiedoso    Amor cruel    impotente  
 
Amor Cruel
 
Amor impuro, desumano e cruel,
Eterno amante,
Latente e flamejante,
Espírito duradouro,
Desalmado e insaciável.


Trespassa-me,
Sem dó nem piedade,
Amor extingue-me,
Remata a insaciedade.


Proibidos de amar,
Cruel destino,
Sem nada restar,
O fim espera
Não podendo escapar.



Amar e morrer,
Triste final.
Sem nada fazer,
Impotente do saber,
Culpado de tanta dor.


Um amor humilhado, crucificado,
Criticado e suprimido,
Um sonho sofrido
Incapaz de ver a luz.


Terá fim este ciclo?
De tortura e insanidade,
Amor fraternal,
Proibido até a eternidade?

Gémeos
Eternos amantes
Passado tortuoso
Futuro malicioso.


Sem cortesia ao saber,
Julgados por amar,
A dura verdade terão que aceitar
Quem mais sofre com este amor?


Quem sabe a historia,
Ou quem a vive de facto?
Lutar contra os sentimentos
Afugentamo-nos de tal acto.



Falar e viver,
Qual o verdadeiro saber?
Uma só oportunidade
Afugentará tal maldade.


Sem dó,
Eternos pecadores
Perdidos de amores
Almejando apenas.


Amar e ser feliz,
Acabar com o preconceito,
Curar a cicatriz
No interior do peito.



Na mitologia Japonesa Gêmeos falsos ( rapaz e rapariga ) têm como um de seus significados “ Eternos amantes “. Significa uns amantes de desejos não realizados no passado e que retornam à vida como irmãos para recuperar o tempo perdido.



FS

 
Autor
Spranger
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2276
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/06/2011 08:47  Atualizado: 26/06/2011 08:47
 Re: Amor Cruel - Para José Filipe
Gostei do seu poema. Muito bonito!
A cultura japonesa é muito interessante...
Fico feliz de ver um tão jovem poeta!
Continua assim, está muito bom!

Um abraço pra você.