https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS (Wislawa Szymborska)

 
Tags:  palavras    silêncio    nada    futuro  
 
AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS

Quando pronuncio a palavra Futuro
a primeira sílaba já pertence ao passado.

Quando pronuncio a palavra Silêncio,
destruo-o.

Quando pronuncio a palavra Nada,
crio algo que não cabe em nenhum não-ser.




Livre-pensadora, livre-sonhadora

Autor: Wislawa Szymborska
Tradução de Elzbieta Milewska e Sérgio das Neves
 
Autor
Manu_C.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1939
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JBMendes
Publicado: 02/03/2012 17:12  Atualizado: 02/03/2012 17:12
Colaborador
Usuário desde: 13/02/2010
Localidade:
Mensagens: 5222
 Re: AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS
Querida Manu - Que belo poema, dialético, filosófico e doce como mel da floresta negra...
Um abraço afetuoso.
JBMendes

Enviado por Tópico
DomingosdaMota
Publicado: 16/12/2012 23:42  Atualizado: 16/12/2012 23:42
Colaborador
Usuário desde: 15/05/2010
Localidade:
Mensagens: 839
 Re: AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS (Wislawa Szymborska)
Excelente poema.
Grande poetisa (ou Poeta) como prefiro dizer.

DM

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/12/2012 23:54  Atualizado: 16/12/2012 23:54
 Re: AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS (Wislawa Szymborska)
"Futuro Silêncio Nada"
Realmente esse futuro...hà um silêncio atroz que o comanda, que por vezes é tudo, que por vezes é nada mediante, a vida que corre...

Gostei imenso desse pensamento Manuela e quis "voar" assim!

Abraços
maria