https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Asas Imagináveis

 
Tags:  solidão    amizade    desilusão    lágrimas    homenagens  
 
Pensamento que não para quieto
Criam asas imagináveis pra te ver
O tanto que te quero já não sei bem certo
Saudade me invade dá vontade de morrer.

Sobre voa por cidades e arranha-céus
Pensamento louco, indomável
Que me apanha pelos ares do meu fel
Tão meu e ao mesmo tempo solitário.

Minha alma inquieta contra diz a razão
Teu sangue em minhas veias
Faz sangrar o coração.

Estendo minhas mãos quase em vão
Não te laço em minhas teias
Paloma meu coração.




Marcelo Henrique Zacarelli

**soneto**

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
São Paulo, Julho de 2003 no dia 23.
 
Autor
Marcelo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
647
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.